Boa redação no Enem garante nota mais alta do que gabaritar as provas fechadas

Roberta Rinaldi Dicas de Redação

A grande preocupação da maioria dos candidatos em relação ao ENEM diz respeito à prova objetiva de Matemática. Considerada a mais complexa, os alunos tendem a investir bastante no estudo para a prova, com o objetivo de conseguir uma média final alta por meio do alto número de acertos.

Acontece que muitos desconhecem a metodologia de avaliação do Enem e perdem a oportunidade de conseguir uma média finalmente de forma ainda mais fácil: fazendo uma boa redação!

Ao julgar que escrever “qualquer coisa” sobre o assunto na hora do exame é suficiente para conseguir uma boa nota e por não se preocupar com a preparação para esta parte tão importante da prova, a grande maioria se prejudica. A média da maioria dos candidatos está entre 500 e 600, segundo dados do Inep sobre o exame de 2016. Quase 2 milhões de participantes ficaram dentro desta estimativa, que é considerada baixa, afinal, ninguém quer ficar na média, não é?

De nada adianta tirar uma nota alta na prova objetiva de matemática e ficar com 500 na redação do Enem. Entenda:

Suponhamos que as notas de determinado candidato tenham sido 695,3 em Ciências da Natureza e suas Tecnologias, 586,1 em Ciências Humanas e suas Tecnologias, 568,5 em Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e uma nota consideravelmente alta em Matemática: 742. Na redação, porém, este aluno conseguiu apenas 500 pontos. Sua média final ficaria, por fim, 638,38.

Se tivesse se dedicado mais à redação,  e tirasse 960 no texto, por exemplo, a sua média subiria para 730,38.

Considerando que a pretensão deste candidato era o curso de Odontologia na Universidade Federal Do Rio Grande Do Sul, com a primeira média não seria possível entrar, mas com a segunda sim, já que a nota de corte segundo o Sisu foi de 721,31.

Essa simulação demonstra bem como a redação tem um peso muitas vezes decisivo para o candidato, sendo necessário, portanto, dedicação a esta parte importante do exame.

A nota do aluno nas questões objetivas depende de uma série de fatores, principalmente pelo fato de o Enem contar com a TRI (Teoria de Resposta ao Item), que avalia o desempenho dos candidatos por meio da análise de erros e acertos de questões determinadas como fáceis, médias e difíceis, além de definir notas de acordo com o desempenho de outros candidatos nessas mesmas questões. É praticamente impossível conseguir 1000 pontos na prova objetiva de matemática, por exemplo.

Já na redação, isso é completamente possível, pois a avaliação é feita de forma exclusivamente direcionada ao desempenho individual.

Fique atento: a redação pode garantir sua entrada no curso dos sonhos!

Estude conosco. A IMAGINIE foi responsável por mais de 25% das notas 1000 no Enem 2017!

Conheça nossos pacotes de correção clicando AQUI. Acesse também nossas dicas para tornar-se um aluno nota 1000 no Enem 2018, já está na hora de começar a treinar! 😉

VEJA TAMBÉM: COMO APROFUNDAR SUA ARGUMENTAÇÃO

Vamos debater sobre?