Perdi o Enem, e agora? Saiba o que você pode fazer!

Por: Roberta Firmino

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Você se esqueceu do Enem, perdeu a hora ou não conseguiu chegar a tempo e agora está aqui, desolado na internet, se perguntando “perdi o Enem, e agora?”? 

Calma, ainda existem algumas saídas para quem não quer passar mais um ano se preparando para essa grande prova (e até mesmo para quem acha que não foi tão bem assim!).

Este nosso artigo é especialmente dedicado a você que é o único na turma que não está na expectativa para saber a sua nota. Levanta essa cabeça e bora saber o que ainda dá para fazer!

1. Inscreva-se em vestibulares tradicionais de universidades públicas

Existem algumas universidades públicas que não adotaram o Enem como prova para processo seletivo e ainda elaboram o próprio vestibular. A notícia boa é que parte delas ainda estão com as inscrições abertas e você pode correr para participar!

Confira algumas delas:

Atenção: como se trata de um vestibular próprio, ele terá características específicas que se diferenciam do Enem, como, por exemplo:

  • gênero textual exigido na redação;
  • local de aplicação;
  • quantidade e tipo de etapas;
  • leituras obrigatórias;
  • número de questões e tempo de prova, etc.

Por isso, é importante que você procure pelo edital de cada vestibular para entender como é a prova e a sua aplicação. Assim, você consegue analisar se vale a pena se inscrever e se prepara da melhor forma possível para alcançar uma boa pontuação!

2. Inscreva-se em vestibulares tradicionais de universidades privadas

Você também pode optar por fazer o seu curso em uma universidade privada. Existem instituições com cursos de excelente qualidade por todo o Brasil e que têm programas próprios para fornecimento de bolsas de estudo.

Em grande parte das instituições privadas, há um prazo maior para os estudantes se inscreverem para o vestibular e até mesmo reabertura das inscrições no meio do ano. 

Sendo assim, você tem mais tempo para se preparar e conhecer quais programas existem dos quais você pode se beneficiar.

3. Aguarde o próximo Enem (acredite, não é o fim do mundo!)

Nós sabemos que essa pode ser uma opção que te cansa só de pensar. Mas se você faz parte da turma que está se perguntando “perdi o Enem, o que eu faço?”, é importante entender que esperar a próxima edição do Exame pode não ser uma coisa tão ruim assim — muito pelo contrário. 

Afinal, você terá mais um ano para se preparar, pensar sobre as suas possibilidades de curso, conhecer melhor diferentes universidades, dentre outros. Se você realmente quer entrar em uma universidade que precisa do Enem para conseguir a vaga, pense no próximo ano como uma oportunidade de aprimorar os seus estudos!

Não podemos dizer que 1 ano não faz diferença. É claro que faz! Mas esse tempo faz diferença, inclusive, para você melhorar os seus conhecimentos e conseguir entrar no curso dos seus sonhos, de fato.

Então, se você optar por se preparar por mais 1 ano, pode contar com a gente nessa jornada que está começando!

Mas é importante saber que, nos próximos anos, esse cenário pode mudar. Com a implantação do Enem Digital, os estudantes poderão agendar o dia de realização da prova, que deverá ser aplicada várias vezes ao ano.

Está mais tranquilo? Então, troque o seu pensamento de “perdi o Enem” por “tenho milhões de oportunidades pela frente”. Ah! E aproveite para assinar a nossa newsletter e não perder nenhuma informação importante sobre Enem e vestibulares no geral!


Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Deixe um comentário

avatar

Posts relacionados

Mapa mental grátis

Decorar as regras de acentuação gráfica não é uma tarefa fácil, certo? Mas ela se torna um pouco mais simples com um mapa mental!

Faça seu cadastro para receber nossa Newsletter