Redação: O culto à padronização corporal no Brasil

Carla Gobb Exemplos de redação

Já conhece a parceria entre Imaginie e Guia do Estudante? As primeiras pessoas que se cadastrarem ganham uma correção gratuita. Fique de olho!

Veja um exemplo de redação sobre o tema: O culto à padronização corporal no Brasil.

[2]“As feias que me perdoem, mas beleza é fundamental”. O famoso verso do poeta Vinicius de Moraes é capaz de sintetizar muito bem o pensamento hegemônico vigente há alguns séculos. A Idade Contemporânea trouxe várias mudanças e inovações, dentre elas a construção e o fortalecimento de padrões estéticos, em centro urbanos, até então adotados e compreendidos majoritariamente pelas nobrezas aristocráticas. A consolidação dessa concepção pode trazer inúmeros malefícios à sociedade, tornando necessário um debate acerca de seus aspectos.

Sendo assim, é preciso pontuar, de início, que, segundo o filósofo Karl Marx, o pensamento prevalecente em uma sociedade é comumente imposto pela classe dominante. Dessa forma, é possível deduzir que, com frequência, os grupos mais prejudicados sejam os menos favorecidos financeiramente. Os padrões de beleza, idealizados pela elite, não são de fácil acesso às classes menos privilegiadas, essas normalmente [1]se sentindo lesadas por não reproduzirem um arquétipo de estética.

[3]Ademais, é grande o número de propagandas que oferecem um modo rápido e fácil para atingir o “corpo perfeito”. Os jovens são o alvo principal devido à suscetibilidade que apresentam, por estarem começando a socializar. As imposições da sociedade, que dobram a busca pela beleza, oprimem os que não se encaixam nesse padrão, tendo como consequência o aumento do número de casos de depressão, ansiedade, suicídio, entre outras mazelas.

[4]Portanto, medidas são necessárias para solucionar o impasse. O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR) deverá regular propagandas que incitem a adoção de padrões estéticos com maior rigidez, promovendo a diversidade de aparências. O Ministério da Educação, aliado as escolas da rede pública e privada, deverá realizar palestras educativas, ministradas por professores e educadores, que abordem o tema. Posto isso, será possível mitigar a busca desmedida e exacerbada pela perfeição corporal.

Análise da redação do aluno:

Boa redação. Mas, argumente melhor, relacionando suas ideias com fontes externas, que defenderão sua tese.

Competência I – Demonstrar domínio da norma culta:

[1]Esse pronome átono é uma ênclise, ou seja, vem depois do verbo e é colocado dessa forma por estar enquadrado nas regras: verbo no gerúndio. Ex: Saiu deixando-nos por instantes. Se o gerúndio vier precedido de preposição ou de palavra atrativa, ocorrerá a próclise. Ex: Em se tratando de cinema, prefiro o suspense.

Competência II – Compreender a Proposta:

Desenvolveu bem o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo. Ademais, apresentou bom domínio do texto dissertativo-argumentativo.

Competência III – Selecionar, relacionar argumentos:

[2]Introduziu bem, apresentando o tema e a tese.

[3]Nesse parágrafo há ideias de autoria bem dissertadas em defesa da tese, no entanto, é necessário fortalecer os argumentos, com fatos atuais ou históricos, texto de mídia, estatísticas, entre outros.

Competência IV – Conhecer os mecanismos linguísticos para a construção da argumentação:

Utilizou bem os mecanismos linguísticos: vírgulas, conjunções, parágrafos, entre outros.

Competência V – Elaborar a proposta de solução para o problema:

[4]Parabéns! Você resolveu os problemas apresentados na argumentação e, ainda, compreendeu muito bem o que é necessário conter na proposta de intervenção. Continue dessa forma, sempre apresentando soluções, seguindo o que foi abordado por você em seus argumentos, de forma detalhada, dizendo o que fazer, como fazer, os meios para fazer e quem irá participar da proposta.

Nota: 920

Gostou? Veja o tema de redação e escreva a sua! 😉  

Vamos debater sobre?