Sistema carcerário: referências para usar na redação

Beatriz Kalil Othero Dicas de Redação

Nos últimos meses, um dos temas mais cotados para a redação do Enem 2018 é a crise do sistema carcerário no Brasil. O problema social é antigo, consolidado e, por ser cada vez mais atual e urgente, chama a atenção de várias partes da sociedade – inclusive professores e alunos.

Pensando nisso, te indicamos três fontes de estudo, para que você amplie seus conhecimentos sobre o tema e conscientize-se acerca da problemática. Além disso,  são boas produções para citar na redação, a fim de aumentar sua nota na competência 2. Veja abaixo:

Livro: Estação Carandiru (1999) e Filme: Carandiru (2003)

O livro (escrito por Dráuzio Varella) e o filme (adaptado para o cinema pelo diretor Héctor Babenco) são renomadas produções sobre o sistema carcerário brasileiro. Essas retratam a vida precária nas prisões de forma verossímil e direta, desmentindo mitos superficiais e o senso comum, que, muitas vezes, estabelecem-se em peso no debate.

Capa do livro, à venda nas principais livrarias do Brasil.

Capa do livro, à venda nas principais livrarias do Brasil. Imagem: reprodução

 

 

Livro: Presos que Menstruam (2015)

Escrito por Nana Queiroz, a produção retrata um outro grande problema dentro do sistema carcerário: o cotidiano desumano no qual as mulheres estão inseridas nas cadeias brasileiras. Afinal, as necessidades exclusivamente femininas, que envolvem recursos para lidar com menstruação e gravidez, por exemplo, são ignoradas na maioria dos locais de detenção do país. A partir de impactantes entrevistas e relatos de acontecimentos, a jornalista e escritora denuncia a realidade brutal e desigual das prisioneiras.

Reportagem do Nexo Jornal, de 2017

Escrito pelo jornalista João Paulo Charleaux, o expresso conta com entrevistas com defensores dos direitos humanos e um professor de direito penal. Foram discutidas pautas importantes dentro do assunto, como: indenização às famílias do preso, crise da máquina pública, rebeliões dos detentos, superlotação nas prisões e morte de presos e policiais. A leitura é imprescindível, por explorar pontos de vista diferentes e retratar a temática de forma clara e objetiva ao leitor. Clique abaixo e leia:

‘Tratar bem detento?’ ‘Indenizar parente?’ Como entender o papel do Estado em meio à crise dos presídios

Logo do Nexo.

Foto: reprodução – site do Nexo Jornal

Esperamos que goste das nossas indicações! Bons estudos – e boa produção 🙂

TREINE A REDAÇÃO COM ESSE TEMA

VEJA TAMBÉM: FAKE NEWS: REFERÊNCIAS PARA CITAR NA REDAÇÃO

Vamos debater sobre?