3 dicas sobre como melhorar a argumentação na redação

Roberta Rinaldi Dicas de Redação

Se você está se preparando para o Enem ou alguma outra prova que exige a realização de um texto dissertativo-argumentativo, sabe que a sua redação não será considerada digna de nota máxima se os argumentos não tiverem a adequada profundidade de reflexão e de desenvolvimento.

E isso é um fato mesmo para aqueles textos que estão completos, coerentes, enriquecidos de operadores argumentativos e bem trabalhados quanto à adequação ao tema.

Mas, então, como melhorar a argumentação na redação? Esse é um questionamento indispensável para todos que querem alcançar a tão sonhada nota 1000 na redação! E é para isso que preparamos este artigo com dicas para você aprofundar os seus argumentos. Vamos lá?

O que é argumentação?

Primeiramente, é importante que a gente saiba qual é o conceito de argumentação. Afinal, apenas assim conseguimos desenvolvê-la da melhor forma possível.

Segundo o Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa Michaelis, argumentar é, dentre outras definições, “apresentar fatos, provas ou argumentos, tirar as consequências de um princípio ou fato; concluir, deduzir.”.

Vamos olhar para esse conceito para que a gente consiga dar profundidade a ele. Deu para perceber o que pretendemos aqui? Explicar melhor algo que só foi citado. Já guarda aí essa definição!

Vimos que na argumentação é preciso apresentar fatos, provas. O propósito é que, com isso, sejam comprovadas as suas ideias sobre o tema

Observe o parágrafo a seguir, de um texto sobre o tema do Enem 2017, “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”:

“Outro aspecto a ser discutido são os cursos de licenciatura, voltados para a formação do profissional que atuará como professor, que apresentam uma defasagem no ensino de metodologias que respeitem a condição de pessoas com deficiências, como os surdos. [1] Devido a isso, os docentes não são aptos a atender às necessidades específicas desses alunos, o que acaba os desmotivando. Como consequência disso, as taxas de evasão escolar crescem. [2] Em 2010, o Censo apresentou dados que apontam que 61% das pessoas com deficiência com 15 anos ou mais não possuem o ensino fundamental completo ou não tiveram acesso a qualquer nível de instrução. [3] Tal problemática representa um grave retrocesso.”

Note que, segundo o autor do texto, no tópico em negrito, de número [1], há um problema relacionado à formação dos profissionais da educação, que não são capacitados efetivamente para garantir a inclusão dos surdos nas escolas.

Em itálico [2], o autor destrincha o porquê disso ser um problema ao trazer as consequências para o contexto em discussão. Inclusive, mostrar a relação causa-consequência é um tipo de argumentação.

Até aqui, porém, são só opiniões desse autor. Elas são válidas, pois conseguem mostrar ao leitor de forma coerente como se dá o problema. Mas o argumento não pode ser considerado completo porque não há, ainda, a comprovação dessa relação. 

Isso é feito no último período do parágrafo, marcado em negrito e numerado [3]. Ao trazer o dado do Censo 2010, de que 61% das pessoas com deficiência com 15 anos ou mais não possuem ensino fundamental completo ou não tiveram acesso a qualquer nível de instrução, comprova-se, finalmente, a argumentação. 

Agora, sim, podemos afirmar que foram apresentados fatos e provas.


Por que a argumentação é importante?

A redação do Enem é avaliada com base em 5 competências. Cada uma delas vale 200 pontos, o que totaliza a pontuação máxima da prova.

Se olharmos para a competência III, veremos que para alcançar uma boa pontuação o participante deve demonstrar na redação a capacidade de selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sendo assim, já dá para perceber que saber como melhorar a argumentação na redação é fundamental para que você dê um enorme passo em direção à nota 1000.

Direcionar a sua produção textual por meio de causas, consequências e explicações, por exemplo, são formas de defender a tese e, principalmente, convencer o leitor de que ela é válida.

Uma boa argumentação é fundamental para mostrar para o corretor que você tem um ponto de vista e sabe quais estratégias utilizar para defendê-lo.

Como melhorar a argumentação na redação?

Agora que você já sabe o conceito e a importância de estruturar bem os seus argumentos, vamos te dar 3 dicas sobre como melhorar a argumentação na redação. Confira!

1. Use dados

Sabemos que é difícil gravar dados estatísticos sobre os diversos possíveis temas de redação do Enem. Seria, inclusive, inviável tentar decorá-los. 

Porém, você pode tentar ter em mente alguns dados mais gerais sobre diferentes eixos temáticos.

Tenha como “carta na manga”, por exemplo, algum dado geral sobre educação, outro sobre saúde e outro sobre meio ambiente. 

Além disso, você pode usar os que são disponibilizados nos textos motivadores da proposta de redação! Apenas lembre-se de colocar essas informações com as suas próprias palavras e demonstrar autoria, não correndo o risco de cair no senso comum.

Gif de uma cena de Simpsons em que um homem está analisando um gráfico.

2. Faça referência a situações conhecidas

Se não tiver dados, tudo bem! Por que não contar um fato, noticiado, como exemplo para elucidar sua tese? 

Desde já, comece a prestar atenção nas notícias do jornal e ler reportagens, por exemplo. Assim, você conseguirá, com propriedade, descrever uma situação em seu texto para comprovar o que você tem a problematizar a respeito.

É fundamental que essas referências sejam de conhecimento geral para que o leitor não se perca durante a leitura do seu texto. Por isso é tão importante que você esteja atento aos veículos de comunicação em seu dia a dia!

3. Selecione argumentos mais fortes

Dentre as opções de explicação dos argumentos que você tem, procure escolher aquela que for mais impactante. Você terá mais chance de convencer o leitor quanto mais grave demonstrar que o problema é. 

Por exemplo, sabemos que uma das consequências do uso do cigarro está relacionada ao surgimento de doenças respiratórias graves. Porém, quer saber como melhorar a argumentação na redação nesse caso? Seja mais específico: essas doenças podem levar à morte. Grave! 

Agora apresente dados ou exemplos que comprovem.

De forma geral, a regra é sempre questionar ao máximo se todo o seu argumento é auto-explicativo no texto. Assim, não haverá brechas para que o corretor veja falhas na sua argumentação.

Lembrando que para ser capaz de escrever um bom texto e, inclusive, demonstrar as habilidades citadas acima, é preciso praticar bastante. Então, faça o seu cadastro gratuito na plataforma da Imaginie e comece a colocar em prática as nossas dicas sobre como melhorar a argumentação na redação!

Banner para cadastro na plataforma da Imaginie, direcionando para o link: https://app.imaginie.com/pt-br/accounts/login/?utm_source=blog&utm_medium=post-como-melhorar-a-argumentacao-na-redacao&utm_campaign=cadastro-na-plataforma&utm_content=banner

Vamos debater sobre?

Rua Bernardo Guimarães, 2129 - Lourdes, Belo Horizonte - MG, 30140-087. Telefone: (31) 3517-1717

Copyright © 2015 Imaginie | Made in #SanPedroValley and Utah.