O que é tese na redação: fotografia de uma mulher em um parque. Ela está sentada à mesa, com um caderno e um lápis à mão e olhando para o além.

O que é tese na redação? Aprenda a importância desse elemento para o seu texto!

Roberta Firmino Dicas de Redação

Você já deve ter ouvido por aí que alguém iria defender a sua tese de doutorado, certo? Isso quer dizer que a pessoa irá apresentar a sua pesquisa formulada durante o período de doutorado para uma banca examinadora.

Porém, a carreira acadêmica não é o único contexto em que essa palavra aparece com frequência.

E se você está estudando para o Enem ou algum outro vestibular, provavelmente já sabe disso. Isso porque a tese é um elemento essencial na composição do texto dissertativo-argumentativo.

Mas, afinal, o que é tese na redação? Continue a leitura e entenda o que é isso e porque esse é um elemento tão importante para garantir uma boa nota para o seu texto!

O que é tese na redação?

Na redação, a tese é a sua opinião, o seu ponto de vista sobre o tema proposto. Ela pode ser apresentada por meio de declarações afirmativas ou negativas.

Essa palavrinha vem do grego “thesis”, que significa “proposição”. É aquilo que você vai expor e defender em sua redação através de bons argumentos, tentando convencer o leitor sobre seu ponto de vista.

Você pode defender qualquer tese, desde que ela respeite os direitos humanos e a diversidade cultural.

Porém, é importante ter em mente que a tese é um posicionamento crítico. Isso significa que você não deve se ater a ideias de senso comum. Demonstre autoria, seja crítico e reflexivo ao expor sua opinião. Mas lembre-se de que, em grande parte das provas de redação, isso deve ser feito de forma impessoal.

Qual é a importância da tese na redação?

A redação de caráter dissertativo-argumentativo é constituída de argumentos para justificar aquilo que você acredita ser a situação-problema apresentada no tema. Portanto, é por meio da tese que você indica, logo na introdução, o que será exposto nos parágrafos de desenvolvimento.

Por outro lado, é fundamental saber que a tese é um elemento essencial para o texto dissertativo-argumentativo e que não apresentá-la significa não se adequar de forma eficiente a esse gênero. Isso irá comprometer significativamente a nota da redação, caso esse seja o gênero exigido.

Banner de divulgação da Comunidade Imaginie com link para: https://conteudo.imaginie.com.br/comunidade-imaginie-enem-vestibular-redacao?utm_source=blog&utm_medium=artigo-o-que-e-tese-na-redacao&utm_campaign=material-rico&utm_content=banner

Como elaborar uma tese?

Agora que você já entendeu o que é uma tese na redação e qual é a sua importância, vamos entender como criar uma.

Como já dissemos, a sua função é a de persuadir o leitor a respeito daquilo que você acredita. Então, você deve pensar bem se será capaz de sustentar aquele pensamento. Reflita se há argumentos consistentes para fundamentar a tese que você está propondo.

Uma boa dica é pensar bem e escolher primeiro o que você utilizará como argumento. Depois disso, elabore uma tese que roteirize essas ideias que aparecerão nos parágrafos seguintes. 

Mesmo se tratando da sua opinião, a tese deverá ser defendida de forma impessoal. Nada de usar expressões como “eu acho que…”, “acredito que as causas do problema sejam…”, dentre outras. Por isso, modalize seu discurso de forma a expor a tese como um fato, uma verdade. 

Gif da ativista Malala Yousafzai fazendo um discurso. No gif, ela está dizendo “I decided to speak up”.

Estruturando uma tese na prática

Suponhamos que o tema seja “Desafios na saúde pública: como lidar com epidemias no brasil?”. Ao refletir sobre o assunto, você julga ser relevante dizer que as causas para as epidemias estão relacionadas à ocupação desordenada dos centros urbanos e à degradação ambiental.

Sendo assim, você deverá apresentar essa hipótese em sua introdução. Depois disso, deverá começar o processo de destrinchamento da informação. No primeiro parágrafo de desenvolvimento, você irá fundamentar sua tese sobre a acelerada urbanização. No segundo parágrafo, poderá justificar o problema de degradação ambiental.

Essa é uma estratégia de organização textual que direciona o leitor, demonstra que você planejou bem a escrita da redação e tem boa capacidade de estabelecer coesão entre as partes do texto.

Agora, veja um exemplo de uma introdução sobre o tema “Perigos da obsolescência programada”:

O sistema capitalista, nascido tímido nos berços feudais com o excedente da produção em forma de escambo entre os agricultores, tomou proporções gigantescas e lucro maior ainda a partir Revoluções Industriais. Hoje, para manter a média das vendas, os empresários diversificam a cada dia mais as funcionalidades de seus produtos, além de programarem sua obsolescência, tornando necessário ao consumidor voltar a adquirir novos rapidamente. Esse fato é causado pela necessidade de manter o lucro dos grandes empresários, porém agride a saúde da população e a do meio ambiente, que não tolera tamanho nível de agressão.

Nesse trecho, o que está em itálico é a contextualização do tema, feita por meio de uma alusão histórica.

Já o que está em negrito é a tese, a afirmação do autor sobre o que ele considera ser a causa do problema em discussão.

E aí, deu para entender o que é tese na redação e como formulá-la? Ao longo do artigo, você deve ter percebido que a apresentação de uma boa tese tem tudo a ver com a capacidade de fazer uma boa introdução e estruturar sua argumentação anteriormente. Então, que tal ver o nosso artigo sobre como começar uma redação agora?

Vamos debater sobre?