Teste vocacional: fotografia de uma rua asfaltada pintada com uma seta para a direita, uma para frente e uma para a esquerda.

Guia completo do teste vocacional

Ana Luiza Profissões

Muitas pessoas costumam ficar perdidas na hora de escolher uma profissão ou um curso em uma faculdade. Afinal, com a infinidade de possibilidades existentes, como fazer a melhor decisão sobre a área que você vai cursar por anos? E, além disso, definir a profissão na qual você poderá atuar durante um bom tempo? Esse também é o seu caso?

Se sim, saiba que para te ajudar nessa situação existem serviços e profissionais que auxiliam na tomada de decisão. É o caso da orientação e do teste vocacional!

Esses processos  têm como objetivo conduzir a pessoa a um autoconhecimento. Afinal como você vai escolher uma profissão se você não se conhece direito? Não sabe o que você gosta, o que te gera interesse e motivação?

Por isso, é importante ter em mente que a nossa identidade profissional é parte da nossa identidade como um todo. Então, quer saber melhor sobre isso? É só continuar a leitura do nosso guia sobre teste vocacional!

O que é um teste vocacional?

Um teste vocacional é uma ferramenta utilizada para auxiliar quem tem dúvidas sobre a escolha de uma profissão ou curso

Ele é formulado a partir de perguntas sobre o indivíduo, suas preferências, valores, talentos e habilidades. As respostas dessas perguntas, então, levam a um ou mais resultados que revelam áreas ou profissões que podem combinar com o perfil da pessoa.

Qual a diferença entre teste vocacional e orientação vocacional?

Orientação vocacional é um processo, é toda uma avaliação feita por um profissional habilitado para tal, geralmente um psicólogo ou coach.

Nesse sentido, a orientação vai além do teste vocacional. Um psicólogo pode trabalhar orientação vocacional em seu consultório com uma pessoa sem utilizar um teste, com a conversa que conduz ao autoconhecimento do sujeito.

O teste é um instrumento. Saber usá-lo e interpretá-lo é papel do profissional dentro da orientação vocacional.

Até por que é possível que se faça um teste e, ao ver o resultado, você não se sinta satisfeito e perceba que mesmo assim escolherá outro curso. Afinal, há muitos fatores por trás da escolha da profissão! Muitas vezes sofremos grande influência social em nossas escolhas, principalmente de nossa família.

Sendo assim, a orientação vocacional, feita com um profissional, também auxilia em como lidar com essas questões, algo que o teste vocacional por si só não proporciona.

Quem pode fazer um teste vocacional?

Todas as pessoas que estão com dúvidas relacionadas à área de trabalho podem fazer um teste vocacional para se orientar melhor!

Portanto, não há uma idade certo. O teste vocacional pode ser feito por pessoas em diversos contextos, como:

  • alguém com 16 ou 17 anos que está prestes a fazer um vestibular pela primeira vez;
  • um adulto de qualquer idade que já trabalha na área de formação, mas não está  satisfeito e busca uma transição de carreira;
  • universitários que pretendem mudar de curso, mas não sabem para qual;
  • adolescentes do ensino fundamental que terão que escolher qual itinerário formativo do ensino médio farão.

Por que fazer um teste vocacional?

Existem diversos bons motivos para você fazer um teste vocacional. Confira alguns deles abaixo!

1. Diminuir a ansiedade da escolha

Já se foi a época em que nossos empregos eram pré estabelecidos pela nossa família ou comunidade. Hoje podemos escolher uma carreira com a qual queremos trabalhar e, antes disso, um curso a ser feito na faculdade.

É ótimo ter a liberdade de trabalharmos com o que quisermos. Mas, por outro lado, pode ser angustiante ter que escolher dentro de tantas opções ofertadas. Algumas pessoas chegam a desenvolver transtornos de ansiedade ou depressivos! 

A indecisão é um fator que gera dor e inquietação em nós. Nesse ponto, o teste vocacional pode te ajudar e muito!

2. Orientar a sua escolha

As pessoas trabalham cada vez mais e a tendência é continuar esse crescimento. Afinal, já sabemos que aposentadoria chegará mais tarde para as novas gerações e, como estamos conectados o tempo todo, trabalhamos mais horas por dia e por mais anos! 

Como trabalhar com algo que você não gosta e não se realiza? Por isso, fazer uma escolha adequada é um fator de proteção à sua saúde mental.

3. Ter autoconhecimento

Como falamos anteriormente, o teste vocacional te ajuda a se conhecer melhor.

Esse autoconhecimento é útil não apenas para o campo profissional, mas também para outras áreas da vida, como relacionamentos interpessoais, por exemplo.

4. Ter uma boa qualidade de vida

Muita gente escolhe uma profissão olhando apenas a questão financeira e o mercado de trabalho. Porém ganhar muito dinheiro e não ter saúde lembrando que saúde mental também é fundamental , não ter prazer em viver ou tempo para si mesmo pode não compensar! 

Além disso, é importante considerar que o mercado de trabalho oscila muito. Uma profissão que hoje “dá dinheiro”, daqui a alguns anos pode ser que não esteja tão bem assim.

Por isso, fazer a sua escolha baseado apenas nas profissões que estão em alta atualmente pode não ser uma estratégia muito boa.

5. Ter motivação para estudar

Quando sabemos o que queremos e temos clareza dos nossos objetivos, acordamos mais dispostos a viver aquele dia, estudar, correr atrás das nossas metas. Afinal, como construir metas se não sabemos o que queremos?

Já dizia o gato da Alice no País das Maravilhas: “pra quem não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve”.

Gif de uma cena do filme “Alice no País das Maravilhas” em que o gato aparece.

Como funciona um teste vocacional?

Existem diferentes tipos de testes vocacionais. Você pode fazer um em formato de perguntas, questionários ou até jogos interativos. O importante é que um bom teste vocacional dará opções para você escolher o que mais combina com você!

É importante que você seja totalmente sincero nas respostas e escolhas de itens para que o resultado se aproxime de quem você realmente é.

A forma como os resultados são apresentados também pode mudar. Alguns testes vocacionais se baseiam em teorias da personalidade e avaliam o seu perfil de acordo com critérios do tipo “extroversão”, “impulsividade”, dentre outros traços de personalidade, por exemplo.

Esse tipo de teste pode avaliar também outros critérios para te ajudar na escolha da profissão, com perguntas como:

  • você se daria bem trabalhando em ambientes fechados do tipo escritórios ou em ambientes externos?
  • Você tem necessidade de relacionamento com pessoas constantemente?
  • Você trabalharia com criatividade ou estruturas mais fechadas e sistematizadas de trabalho?
  • Quais são os seus valores na vida?

Ao final, você terá sugestões de cursos ou profissões que mais combinam com seu perfil.

Como fazer um teste vocacional?

Existem diversas formas de você fazer um teste vocacional e um processo de orientação. Veja algumas delas:

  • com um coach, um profissional que ajuda a encontrar um caminho para atingir determinada meta e a desenvolver estratégias para isto;
  • em consultórios com psicólogos. Esse é um trabalho mais profundo, de maior autoconhecimento, e proporciona compreensão de todo seu contexto de vida que pode influenciar suas decisões. Esse serviço também acolhe suas angústias e te ajuda a lidar com a ansiedade e stress do momento de escolha de um curso ou profissão;
  • serviços em plataformas online, desenvolvidos e supervisionados por profissionais com competências para tal. O teste é feito todo pela internet, resultados e relatórios são disponibilizados para a pessoa, tudo sem sair de casa! Além da etapa online, algumas plataformas disponibilizam um encontro com um psicólogo para, com o seu relatório em mãos, discutir os resultados e auxiliar ainda mais a decisão.

Dá até uma tranquilidade saber que existe o teste vocacional que te ajuda nesse momento tão complicado que é a decisão de um curso e profissão, certo? Então, que tal aproveitar agora e dar uma conferida no nosso artigo com dicas para controlar a ansiedade?

Vamos debater sobre?