5 dicas rápidas para organizar uma boa introdução

Roberta Rinaldi Dicas de Redação

A introdução é a porta de entrada do texto e o primeiro contato que o corretor tem com suas ideias. Pensando nisso, é notável sua importância e a necessidade de empenhar-se para que chame a atenção de forma positiva. Ela é parte fundamental do processo de credibilidade para o texto e deve estar completa e organizada. Muitos alunos têm dúvidas e frequentemente afirmam não saber como começar, mas, apesar da ideia de que dar o ponto de partida é algo complicado, na verdade é justamente o contrário. É preciso, porém, atenção e organização, para que ela direcione o leitor quanto ao seu raciocínio, além de não se esquecer dos aspectos essenciais para a sua construção, afinal, você quer passar uma boa impressão.

Veja as dicas abaixo:  

  • A INTRODUÇÃO DEVE CONTEXTUALIZAR O TEMA NA ÍNTEGRA: Seja esclarecedor. Não parta do pressuposto de o que leitor teve acesso aos textos motivadores como você. Se ele não souber nem mesmo o tema, deverá descobrir por meio da sua introdução. Portanto, não seja vago, subjetivo. Exemplo: se o tema for “A persistência da violência contra a mulher”, você não deve citar apenas a problemática do ato contra a figura feminina, mas também suas implicações a respeito de tal prática ainda permanecer em sociedade – persistência.
  • A INTRODUÇÃO DEVE CONTER, OBRIGATORIAMENTE, UMA TESE: A tese representa o seu ponto de vista sobre o assunto a ser discutido. Ela deve indicar a problematização que você fará a respeito do tema. Esquecer da tese é considerado um erro grave e compromete significativamente a sua nota.
  • SEJA OBJETIVO: É importante ressaltar que você não deve, ainda, desenvolver suas ideias, pois essa parte virá depois. Pense na introdução como um roteiro para os próximos parágrafos.
  • A INTRODUÇÃO DEVE TER 5 OU 6 LINHAS: É preciso ser breve, mas não deixe a introdução incompleta, portanto, organize-se, tendo em vista todos os detalhes que precisam estar no parágrafo. Nunca faça parágrafo frasal, que é aquele composto por apenas um período!
  • SELECIONE O QUE COLOCAR NA INTRODUÇÃO: Lembre-se de que todas as informações devem ser retomadas, mesmo que de forma breve, em algum momento do texto, já que fazem parte da composição geral e não podem ficar como “pontas soltas” na redação. Além disso, pondere bem se a informação é apropriada para a introdução ou se poderia ser encaixada em algum outro momento do texto, como argumento, por exemplo.

Para ficar ainda mais fácil, é só praticar. Que tal começar agora? Um bom exercício é selecionar temas diferentes e construir apenas os parágrafos de introdução, até aprimorar a técnica de escrita. Temos muitos deles para você treinar, é só acessá-los aqui no site.

Estude, também, os tipos de introdução com exemplos, clique aqui.

Até a próxima!

VEJA TAMBÉM: COMO APROFUNDAR SUA ARGUMENTAÇÃO

Vamos debater sobre?