Diferença de onde e aonde: fotografia de uma menina gesticulando com os braços para sinalizar dúvida.

Entenda a diferença de onde e aonde

Roberta Firmino Dicas de Português

Você já parou para entender a diferença de “onde” e “aonde”? Muita gente confunde o uso dessas palavras que, apesar de indicarem local, devem ser utilizadas em contextos diferentes.

Inclusive, há quem acredite que os dois termos servem para a mesma coisa, sendo apenas um coloquial e outro formal. Porém, isso não é verdade, apesar de ambas pertencerem à variedade padrão da língua.

Então, para esclarecer de uma vez por todas as dúvidas sobre essas duas palavras e qual é a diferença de “onde” e “aonde”, é só continuar a leitura do artigo. Vamos lá?

Onde: entenda quando você pode usar

O termo “onde” pode ser utilizado como um pronome relativo ou como um advérbio interrogativo.

Quando é um pronome relativo, a palavra “onde” sempre estará em um período composto por subordinação, introduzindo uma oração subordinada adjetiva. 

Confira os exemplos:

  1. “Os funcionários fizeram uma reunião nesta sala, onde decidiram pela greve geral.”
  2. Onde foi que deixei meu carregador?”

Percebe como ambos os exemplos acima remetem a lugar? No primeiro, se trata da sala onde foi feita a reunião. No segundo, de um possível lugar para perder um objeto.

Isso acontece porque “onde” é sempre adjunto adverbial de lugar. Sendo assim, uma boa dica para identificar quando usá-lo é ter em mente que os verbos que acompanham essa palavra exprimem a noção de estado ou permanência. Veja mais:

  • “Ninguém sabe onde o carregador está, portanto, continuaremos sem bateria.”: “está” apresenta sentido de estado.
  • “Moro na rua onde fica o teatro novo, mas nunca o visitei.”: “moro” e “fica” apresentam noção de permanência.
  • “Afinal, alguém sabe onde coloquei a bolsa?”: “coloquei” apresenta sentido de permanência.

Gif do ator John Travolta procurando por algo no filme Pulp Fiction.

Cuidado para não errar…

Muita gente acaba utilizando “onde” como um termo “coringa”, que pode ser colocado em diferentes contextos que não estão relacionados à indicação de lugar, como:

  • “Fez inúmeras declarações, onde demonstrou seu desejo de se redimir.”

Porém, tenha em mente que apesar da diferença de “onde” e “aonde”, essas duas palavras servem para indicar local, e apenas isso! 

Então, o correto para o exemplo acima seria, por exemplo:

  • “Fez inúmeras declarações, pelas quais demonstrou seu desejo de se redimir.” 

Aonde: saiba quando usar

“Aonde” é um advérbio. Porém, ele não deve ser usado para indicar localização, e sim a ideia de movimento. Então, você só deve utilizá-lo quando o verbo que o acompanha exprimir essa noção, como: “ir”, “chegar”, “voltar”, “dirigir”, etc. 

Aqui estão os exemplos:

  • Aonde você vai com essa mala?”
  • Aonde ele foi ontem à noite?”
  • Aonde nós iremos?”

Diferença de onde e aonde: deu para entender?

Então, deu para entender quando usar “onde” e “aonde”? O primeiro passo é sempre identificar se a palavra está apresentando o sentido de lugar. Se há lugar e o verbo é estático, você deverá usar “onde”. Se o verbo exprime movimento, é “aonde”.

Com essas dicas ficou fácil entender a diferença de “onde” e “aonde”, né? Então, que tal continuar recebendo dicas de português e redação direto em seu email? Cadastre-se na Comunidade Imaginie e receba conteúdos de qualidade gratuitamente!

Banner de divulgação da Comunidade Imaginie com link para: https://conteudo.imaginie.com.br/comunidade-imaginie-enem-vestibular-redacao?utm_source=blog&utm_medium=banner&utm_campaign=blog-post

Vamos debater sobre?