Redação: Conceito de Família no Século XXI

Gustavo Filardi Exemplos de redação

Exemplo de Redação Nota 1000

Há muito tempo as famílias são consideradas aquelas que envolvem a união de um homem e uma mulher que geram filhos e, portanto, esse tornou-se o padrão considerado normal e socialmente aceito. Contudo, não é sempre que o amor acontece somente entre pessoas de sexo oposto, ou até por duas pessoas e, da mesma forma, como indivíduos detentores de direitos, querem formar suas família e serem aceitos por suas diferenças.

Claramente, as organizações familiares tem mudado drasticamente nos últimos séculos e tem causado impacto aos considerados tradicionais e conservadores, mas elas não deixaram de existir anteriormente e não se extinguirão agora, em um momento em que o amor, a felicidade e o bem estar de cada um é considerado o elemento mais importante, superando as barreiras dos julgamentos e rejeição.

Na Câmara dos Deputados, houve uma comissão especial referente a um projeto do Estatuto da Família. Nele, seria considerado como família apenas os núcleos formados pela união de um homem e uma mulher, ou seja, reforçando a exclusão das novas estruturas que tem surgido e crescido no país, visto que apenas 48,9% das famílias possuem a união tradicional, enquanto a maioria se encaixa em padrões diferentes.

Desse modo, revela-se o preconceito e a desinformação do povo, além de extensa intolerância ao direito de liberdade do indivíduo, não apenas frente aos homoafetivos, mas também às mães e pais solteiros, aos divorciados, aos poliamorosos e às organizações mosaico. Na verdade, esses núcleos demonstram muito mais a conciliação e podem provar que, mesmo fora dos padrões, são capazes de provar o valor do amor e do respeito ao próximo.

Não obstante, de acordo com a psicanalista e pedagoga Cristina Silva, as crianças conseguem rapidamente aceitar as composições familiares diferentes das dela, e compreende que o fato mais relevante é o amor envolvido no núcleo, já que as dificuldades enfrentadas pelas crianças de diferentes famílias são parecidas.

Diante do conteúdo exposto, é possível compreender que as novas instituições familiares não são menos válidas do que as tradicionais e que deve-se levar às pessoas mais informação para que se tornem mais tolerantes. Para isso, são essenciais campanhas com incentivo governamental, acompanhadas de pesquisas que envolvem as novas famílias e comprovem sua eficiência e validez, serem veiculadas nos meios de comunicação, para que, desde as crianças até os idosos, entendam o valor do amor, não importa em qual família seja.

ESCREVA A PARTIR DESSE TEMA

Comentários

Outra redação de sucesso aqui na Imaginie!

É muito importante que o aluno que vai fazer o ENEM esteja ligado em todos os debates que nossa sociedade enfrenta! Um deles é a questão da União homoafetiva no Brasil.

Vemos um texto simples, mas que tem grande fluidez! Observem que vemos nitidamente uma progressão e uma boa retomada no parágrafo final.

Na competência I, a aluna se saiu muito bem, não cometeu nenhum erro grave. Na competência II, foi brilhante. Direto ao assunto, com riqueza de detalhes sem nada que desabone o tipo e o gênero textual. Apesar de ser um texto que trata de um tema emocionante, nosso autor não é parcial e apresenta dados que são relevantes, além de argumentos de autoridade sobre o assunto. Na competência III, vemos um texto simples, temos informações importante e bem organizadas e, com certeza, defendem o ponto de vista!

A coesão também é destaque nesse texto. É um bom repertório de conectivos, apesar do texto ser leve. É bom quando temos um texto assim! 😉

A Competência V vai no foco da questão. O que precisamos fazer? Mudar a sociedade! Então ela dá uma alternativa prática para fazer essa transformação. Talvez, fosse legal colocar mais detalhes. Quem vai pagar por essas campanhas? Como as pessoas terão acesso?

ESCREVA A PARTIR DESSE TEMA

Vamos debater sobre?