As 15 palavras mais comuns de errar na redação

Roberta Rinaldi Dicas de português

Já percebeu que algumas palavras geram bastante dúvida na hora de escrever? Bom, você não é o único a se sentir assim, com medo de errar, afinal, a ortografia na língua portuguesa é cheia de detalhes. Por isso, elaboramos este post, no qual listaremos as 15 palavras mais comuns de errar na redação, para que você já fique preparado para não cometer o equívoco quando for produzir. Confira:

  • Exceção

Essa, muito provavelmente, é a mais errada, por isso aparece aqui no primeiro tópico. Excessão, esceção, escesão, são inúmeras as formas de erro. Mas, anote aí: o correto é EXCEÇÃO.

  • Privilégio

Geralmente, as pessoas tendem a substituir o primeiro “i” por “e”, pois sonoricamente parece mais certo dizer “prEvilégio”. Atenção!

  • Através

A tendência é colocar um “z” no lugar do “s” e, ainda, tirar o acento. Cuidado! Ah, e não se esqueça de que essa palavra deve ser, inclusive, evitada na redação, por seu sentido de atravessar. Substitua por “por meio de” ou “por intermédio”.

  • Simplesmente

Nós falamos “simplismente”, ou seeja, com o primeiro “e” em som de “i”. Mas na escrita, não pode ser assim. Deve-se acompanhar a origem da palavra: simples. Simplesmente.

  • Beneficente

Esse adjetivo significa uma situação na qual ações de caridade e solidariedade são feitas. Talvez por isso tenhamos a mania de colocar um “ciente” no final da palavra? Será? Bom, fato é que está errado. Tenha cuidado.

  • Identidade

“Indentidade”. Sim, muito comum este erro. Por quê? Ora, na oralidade, parece muito quando pronunciamos que há um “n” logo depois do primeiro “i” da palavra. Mas não tem, então marque bem.

  • Reivindicar

Assim como no caso acima, por falarmos muitas vezes “reiNvindicar”, tendemos a escrever da mesma forma. Atenção.

  • Vincular

Aqui acontece uma confusão: muita gente escreve “veicular” no lugar de “vincular”. As duas palavras existem, mas seus contextos de uso são completamente diferentes. Veicular é transmitir, transportar. Vincular é ligar a algo, criar vínculo.

  • Supérfluo

Ok, essa pode ser uma descoberta pra você. Pois é, não “supérFULO”, como grande parte das pessoas acreditam. :O

  • Empecilho

Fique atento para não iniciar com “i” só porque o som da letra “e” na pronúncia é assim. Empecilho, e não “impecilho”.

  • Paralisação

A consoante “s”, quando entre vogais, tem som de “z”. Além disso, não há uma regra para definir quando será o “s” ou “z” nesses casos, sendo necessário, então, gravar. Paralisação é com “s”, assim como o verbo do qual esses substantivo deriva: paralisar.

  • Ascensão

Aqui, a dúvida é semelhante à escrita de exceção. Muitos sons de “s” e muitas possibilidade ligadas a esse som também: “s”, “ss”, “sc”, “x”… Enfim, o jeito é internalizar com a prática.

  • Adivinhar

Muitas vezes por falta de atenção, outras por acreditar que, de fato, há um “d” mudo, as pessoas tendem a escrever “advinhar”. Tenha atenção para não cometer esse erro.

  • Mexer

Se “encher” é com ch, o correto é “mecher”? Errado!

  • Subsídio

Muita gente, além de escrever errado, também fala a palavra de um modo equivocado. Não é “subcídio”, mas sim “subsídio”. E atenção: a pronúncia do segundo “s” não é com som de “z”! 😉

Gostou? Então comenta e compartilha com os colegas para que não errem mais também! Veja mais dicas de português clicando AQUI.

VEJA TAMBÉM: 10 DICAS PARA NÃO ERRAR NORMA CULTA NA REDAÇÃO

Bons estudos e até a próxima 🙂

Vamos debater sobre?