Fotografia de uma menina estudando pelo computador sobre o uso da vírgula, em um café com outras pessoas.

Guia completo do uso da vírgula

Roberta Firmino Dicas de português

Quem nunca lotou um texto de vírgulas e recebeu a sua correção com grande parte delas cortadas pelo professor? Ou até mesmo passou pela situação contrária?

O uso da vírgula costuma gerar muitas dúvidas para estudantes e profissionais por conta de suas várias funções. Além disso, nós sabemos que, quando utilizado de forma incorreta, esse sinal pode gerar muita confusão por alterar completamente o sentido das frases.

Muita gente acredita que a vírgula deve ser utilizada sempre que você “respirar” durante uma frase. Porém, é importante que você saiba que esse pensamento está equivocado! 

Afinal, os traços de oralidade são muito diversos em relação às normas cultas de português. Por isso, é fundamental que você não aja pela intuição e conheça as regras de uso da vírgula para não ser prejudicado em suas redações. Vamos lá?

Qual é a função da vírgula?

A vírgula pode assumir diversas funções, a depender de seu contexto de uso. Ela pode ser utilizada para evidenciar algo em uma oração, por exemplo, ou para indicar para o leitor que determinado termo assume a função de vocativo e não de sujeito.

Quer ver na prática? Observe a diferença entre as duas orações a seguir:

  1. Os alunos que colaram na prova foram penalizados pelo professor.
  2. Os alunos, que colaram na prova, foram penalizados pelo professor.

A sentença 1 indica que alguns alunos colaram na prova, e estes foram penalizados pelo ato.

A sentença 2 indica que todos os alunos colaram na prova, e, assim, a vírgula assume função explicativa.

A presença ou ausência da vírgula indica o sentido que se quer passar. É preciso atentar-se, por exemplo, para generalizações inadequadas.

Portanto, para entender qual é a função da vírgula, você precisa conhecer quais são as suas regras de uso. Nós vamos falar exatamente sobre isso agora!

Quando se usa vírgula?

Primeiro, vamos entender quando o uso da vírgula em uma redação está certo. São diversas as possibilidades e entender qual é o sentido de cada uma é fundamental para que você consiga assimilar as regras. Confira:

Gif de um homem fazendo sinal de positivo com as mãos para o uso de vírgula.

1. Enumerar termos

Quando você precisar enumerar diversos termos em uma oração, você poderá utilizar a vírgula para separá-los, conforme o exemplo a seguir:

  • “O BRICS é um agrupamento econômico atualmente composto por cinco países. São estes: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.”;

2. Isolar o aposto

Outro motivo para o uso da vírgula é a necessidade de isolar o aposto, ou seja, a explicação ou a especificação de algo sobre o qual você está falando. Veja o exemplo que preparamos:

  • “Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos, é também empresário e personalidade televisiva do país.”

3. Isolar o vocativo

Quando determinado termo estiver exercendo a função de vocativo em sua oração, ou seja, estiver chamando o seu interlocutor, você também deverá fazer o uso de vírgula para isolá-lo. Fica assim:

  • Meninos, falem mais baixo!”

4. Isolar adjunto adverbial deslocado

Se a oração possuir um adjunto adverbial deslocado, ou seja, fora de sua ordem direta (que é sujeito > verbo > complemento > adjunto adverbial), você deverá isolá-lo.

Um exemplo de oração na ordem direta é a seguinte:

  • “A professora guardou todas cartinhas com muito carinho.”.

Com o adjunto adverbial deslocado, ela fica assim:

  • “A professora guardou, com muito carinho, todas as cartinhas.”

5. Indicar a omissão de um verbo

Toda vez que você decidir omitir um verbo em uma oração, você também deverá usar a vírgula. Veja o exemplo:

  • “A casa era grande. O quintal, pequeno.”

6. Isolar expressões explicativas

Você também deverá usar a vírgula sempre que utilizar uma expressão que tem o objetivo de introduzir uma explicação. Fica assim:

  • Além disso, a sociedade deve pressionar o Legislativo para a aprovação de leis.”;
  • “Viajaremos no próximo feriado, ou seja, já na semana que vem.”

7. Isolar conjunções adversativas

No caso de uso de conjunções adversativas, você também deverá fazer o uso de vírgula para isolá-las. Confira;

  • “O problema é sério, mas poucos reconhecem sua gravidade.”
  • Porém, não há mobilização social em prol das reivindicações.”

8. Separar locuções adversativas

No caso de utilização de locuções adversativas em sua oração, como “e sim” e “e não”, você também deverá usar a vírgula para separá-las. Veja o exemplo:

  • “Ele vendeu o carro, e não a casa.”

9. Separar locais e datas

Quando você indicar um local ou uma data no início da frase, você também deverá utilizar a vírgula para separá-los, conforme os exemplos:

  • Em 1945, com o término da Segunda Guerra Mundial (…)”;
  • No Brasil, idosos a partir dos 70 anos não são obrigados a votar.”.

10. Enfatizar determinadas palavras

A vírgula também pode ser usada para dar ênfase em determinado trecho da oração. Confira:

  • “Reivindicaram, principalmente, o fortalecimento das políticas de incentivo à inovação tecnológica.”
  • “Estudaram todo o conteúdo e, consequentemente, foram bem na prova.”

11. Em alguns casos, antes do “e”

Quando as orações tiverem sujeitos diferentes, você poderá utilizar a vírgula antes do “e”. Veja o exemplo:

  • “Ele cozinhou o prato principal, e ela preparou a sobremesa.”

Porém, você também poderá fazer o uso da vírgula antes do “e” quando ele assumir a função de “mas”. Confira:

  • “Disse que iria a São Paulo, e foi para o Rio.”

Quando o uso da vírgula está errado?

Existem alguns casos em que o uso da vírgula é proibido e, caso você o faça, com certeza será penalizado. Não é isso que queremos, certo? Então, confira agora quando não utilizar a vírgula:

1. Entre sujeito e predicado

A vírgula jamais deve ser colocada separando o sujeito e o predicado. Você não pode, por exemplo, escrever:

  • “Ana, foi ao parque.”.

O correto é:

  • “Ana foi ao parque.”.

2. Entre verbo e objeto

Não importa se o objeto é direto ou indireto, você jamais deverá separá-lo do verbo por meio de uma vírgula.

Neste caso, está incorreto:

  • “Ana foi ao parque e tinha, planos de encontrar os amigos.”.

E está correto:

  • “Ana foi ao parque e tinha planos de encontrar os amigos.”.

3. Entre nome e adjuntos adnominais

Também está incorreto o uso da vírgula para separar nome e adjuntos adnominais, como é o caso da oração a seguir:

  • “A nova, proposta, do governo mudará o panorama econômico atual.”.

O certo é:

  • “A nova proposta do governo mudará o panorama econômico atual.”.

4. Entre nome e complemento nominal

Por último, você não pode utilizar a vírgula para separar nome e complemento nominal. Por isso, está errado:

  • “O marido tem orgulho, da esposa.”.

E está correto:

  • “O marido tem orgulho da esposa.”.

Deu para entender a importância do uso correto da vírgula para garantir o sentido do seu texto, certo? Então, que tal aproveitar para conferir o nosso artigo sobre coesão e coerência e ficar craque no assunto?

Vamos debater sobre?