Devo usar “mas” ou “mais”?

Por: Roberta Firmino

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Um dos equívocos de gramática mais cometidos está relacionado à utilização das palavras “mas” e “mais”. É comum a gente ver esse erro em quase todo lugar: nos “textões” do facebook, nas conversas diárias por aplicativos de mensagens e até mesmo em redações avaliativas.

Porém, temos que ter em mente que, apesar de a pronúncia dessas duas palavras ser praticamente a mesma — principalmente em alguns sotaques específicos — , o contexto de uso de ambas é muito diferente.

Mas, afinal, você deve usar “mas” ou “mais”? Bom, uma letrinha faz toda a diferença, e, ao errar essas palavras, você compromete todo o sentido que quer transmitir em seu texto.

Então, vamos entender quando usar cada uma dessas palavras?

Mas ou mais: qual é a diferença?

É importante saber quando usar “mas” ou “mais” porque essas duas palavras têm significados diferentes. Enquanto “mas” transmite ideia de oposição, podendo ser substituído por “porém”, “mais” indica o aumento da quantidade de algo e atua como o contrário de “menos”.

Mas calma! Dá para entender melhor e de forma mais prática quando usar cada uma. Vamos te mostrar isso agora:

Quando usar “mas”?

“Mas” é uma conjunção adversativa que exprime ideia de contraposição a algo dito anteriormente. Pode ser substituída por outras expressões que garantem o mesmo sentido à oração, como “porém”, “todavia”, e “contudo”, por exemplo.

Veja os exemplos:

  • “Esforçou-se para ir bem na prova, mas não tirou uma boa nota.”;
  • “Ela caiu, mas não se machucou.”;
  • “Fez um doce delicioso, mas não o comeu.”

Perceba que a conjunção “mas” quebra a expectativa do que foi dito antes: espera-se que alguém que se esforça para ir bem na prova consiga uma nota boa, mas não foi o que aconteceu. Geralmente, quando caímos, nos machucamos. Porém, este não foi o caso. E é muito raro não comermos um doce delicioso como o que foi feito segundo o último exemplo, entretanto, foi isso o que aconteceu.

Porém, essa não é a única forma de utilizar a palavra “mas”. Ela também pode ser um advérbio, usada para enfatizar algo dito. Confira:

  • “Aquela menina é tão má, mas tão má, que acabou sendo expulsa.”;
  • “Hoje senti tanto frio, mas tanto frio, que nenhuma blusa foi o suficiente.”.

Por último, “mas” também pode ser um substantivo que indica algum defeito. Sabe aquela bronca da sua mãe? Então, nela, essa palavra pode ser usada assim:

  • “Não tem mas, hoje você me ajudará nas tarefas de casa!”.


Quando usar “mais”?

A palavra “mais” é comumente usada como advérbio de intensidade, mas também pode assumir a função de preposição, substantivo, pronome indefinido e até conjunção. É o contrário de menos e faz referência à soma ou ao aumento de quantidade. Veja os exemplos para entender melhor:

  • “Quero ir a mais festas neste ano.”;
  • “Quanto mais ele fala, mais eu entendo sobre o assunto.”;
  • “Ela e mais duas amigas foram ao show ontem.”.

Fixando o conhecimento: Vamos treinar?

Quando se trata de português e escrita, não existe outra opção: a única forma de realmente guardar um conhecimento é colocando-o em prática em seu dia a dia.

Então, agora que você já sabe se deve usar “mas” ou “mais” e em quais situações usar cada palavra, que tal baixar a nossa folha de redação guiada gratuitamente e começar a treinar hoje ainda?

Banner de divulgação do modelo de redação guiada para quem quer saber como estudar para o Enem. O banner direciona para o link de cadastro a seguir: http://conteudo.imaginie.com.br/folha-de-redacao-guiada?utm_source=blog&utm_medium=artigo-mas-ou-mais&utm_campaign=material%20rico&utm_content=banner

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Posts relacionados

Mapa mental grátis

Decorar as regras de acentuação gráfica não é uma tarefa fácil, certo? Mas ela se torna um pouco mais simples com um mapa mental!

Faça seu cadastro para receber nossa Newsletter