Colocação pronominal: como fazer o uso de próclise, ênclise e mesóclise

Roberta Firmino Dicas de Português

Um dos erros de redação mais comuns está relacionado à colocação pronominal, ou seja, ao modo como inserir o pronome em uma oração em relação aos seus demais elementos. Por isso, aquela dúvida frequente sobre se o pronome deve vir antes, no meio ou depois do verbo acaba prejudicando muita gente.

Chamamos os locais em que os pronomes se posicionam de uso de próclise, ênclise e mesóclise. Cada uma dessas posições têm uma série de regras que te dirão qual delas utilizar em uma oração.

No artigo de hoje, você vai entender melhor quais são essas regras e como aplicá-las em seu texto para não errar a colocação pronominal. É só continuar a leitura!

Uso de próclise, ênclise e mesóclise: o que é isso?

Próclise, ênclise e mesóclise são os nomes dados às posições em que um pronome oblíquo átono pode ser colocado em uma oração. Veja:

  • próclise: antes do verbo;
  • ênclise: depois do verbo;
  • mesóclise: no meio do verbo.

Mas o que são pronomes oblíquos átonos? São aqueles que não são precedidos de preposição e possuem acentuação tônica fraca. Para ficar mais claro, são eles:

  • me;
  • nos;
  • te;
  • vos;
  • se;
  • o(s);
  • a(s);
  • lhe(s).

Para entender, de forma correta, o uso de próclise, ênclise e mesóclise, você precisa conhecer as regras dessas três posições. Vamos falar sobre isso agora!

Gif de uma jogadora de tênis caminhando e falando “let’s go”

Quando ocorre próclise?

O pronome será colocado antes do verbo na oração quando:

1. Houver expressões negativas

Como no caso de: “não se trata de uma tarefa fácil, mas é completamente possível.”

2. Houver conjunções subordinativas

Conjunções subordinativas são aquelas utilizadas para ligar duas orações em que uma é dependente da outra. “Quando”, “embora”, “se” e “porque” são exemplos desse tipo de conjunção.

Veja o exemplo: “quando se fala em proposta de intervenção, logo querem responsabilizar o governo.”

3. Houver advérbios sem vírgula

Acontece, por exemplo, em: “hoje se discute esse assunto em qualquer lugar.”

4. Houver pronomes indefinidos, relativos ou demonstrativos

No caso de pronomes indefinidos (alguém, tudo, quem, etc.), relativos (que, quem, qual, onde, etc.) ou demonstrativos (esse, este, aquele, etc.), também haverá próclise.

Veja os exemplos:

  • Alguém se dispôs a assinar os documentos, mas ainda não descobrimos quem foi.”
  • “A escola é onde se forma cidadãos mais críticos e conscientes.”
  • Isso se tornou um bom motivo para investir na proposta.”

5. Houver frases exclamativas ou que exprimem desejo

É o caso de: “que ele te faça feliz!”

6. Houver verbos no gerúndio antecedidos pela preposição “em”

Como em: “em se tratando de experiência, o gerente saberá resolver mais facilmente o problema.”

Quando ocorre ênclise?

Você deverá inserir o pronome após o verbo quando:

1. Houver verbo no início do período, desde que ele não esteja no futuro do presente ou no pretérito

Como em: “deitou-se antes das dez horas.”

2. Houver verbo no imperativo afirmativo

Por exemplo: “quando a reunião acabar, retire-se para a sala em silêncio.”

3. Houver verbo no gerúndio, desde que sem a presença da preposição “em”

Fica assim: “não cumpriu com a parte no acordo, fazendo-se de desentendido.”

4. Houver verbo no infinitivo pessoal

Como é o caso de: “propus de ambos cumprimentarem-se amigavelmente antes da luta.”

5. Houver frases interrogativas com verbo no infinitivo impessoal

Por exemplo: “como comprometer-me com alguém tão impulsivo?”

Quando ocorre mesóclise?

Por último, você deverá inserir o pronome no meio do verbo em apenas um caso: quando há um verbo no futuro (seja ele do presente ou do pretérito) ao iniciar uma oração.

Veja os exemplos:

  • Apresentar-te-ia para um amigo ontem na festa.” – futuro do pretérito, verbo “apresentaria”;
  • Dar-te-ei o endereço novo em breve.” – futuro do presente, verbo “darei”.

Se o verbo no futuro aparecer no meio da frase, a mesóclise é opcional. Está correto, por exemplo, em:

  • “O chefe lembrar-se-á de que a reunião é pela manhã.”
  • “O chefe se lembrará de que a reunião é pela manhã.” (próclise)

O que nunca pode acontecer é ênclise com verbos no futuro do presente ou do pretérito. Por isso, havendo palavras atrativas, opte por sempre fazer próclise, como em:

  • “A turma nunca lhe permitiria entrar para o time.”

Lembre-se de que só a prática pode te ajudar a internalizar as regras de uso de próclise, ênclise e mesóclise! Por isso, pratique em suas redações e faça exercícios utilizando este material como apoio.

E já que você está interessado em aprender sobre português, como é o caso do uso de próclise, ênclise e mesóclise, que tal participar da Comunidade Imaginie? Você receberá  conteúdos que te ajudarão a escrever melhor diretamente em seu email!

Banner de divulgação da Comunidade Imaginie com link para: https://conteudo.imaginie.com.br/comunidade-imaginie-enem-vestibular-redacao?utm_source=blog&utm_medium=artigo-uso-de-proclise-enclise-e-mesoclise&utm_campaign=material-rico&utm_content=banner

Vamos debater sobre?