Faculdades que aceitam a nota do Enem - imagem de alguns estudantes andando no campus da Universidade de Brasília.

Saiba quais são as faculdades que aceitam a nota do Enem

Ana Massêo Enem e vestibulares

Uma das principais funções da prova do Exame Nacional do Ensino Médio é unificar o processo seletivo de diversas universidades do Brasil. Por isso, se você quer ingressar em um curso de graduação, é muito importante saber quais faculdades aceitam a nota do Enem. 

Antes de começar a se preparar para tirar uma nota boa nesse Exame, saber a Universidade que você quer entrar, as especificações do processo seletivo e a nota de corte dos cursos te ajuda a entender melhor o quanto você precisa se dedicar para alcançar o seu objetivo. 

Por isso, neste post vamos te falar sobre as faculdades que aceitam a nota do Enem para você pesquisar sobre e se planejar de acordo com a nota que precisa tirar. Vamos lá?

Faculdades públicas

Depois que saem os resultados do Enem, por volta de janeiro do ano seguinte, são abertas as inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para que os estudantes possam concorrer a uma vaga em alguma faculdade pública do Brasil. 

Qualquer pessoa que tenha feito o Exame mais recente e não tenha zerado a redação do Enem pode se inscrever nesse processo colocando duas opções de curso e faculdade. 

Hoje em dia, muitas faculdades públicas já aboliram o vestibular tradicional e disponibilizam todas as suas vagas através do Sisu. Entretanto, algumas estabelecem um percentual das vagas para serem preenchidas pelo Sisu e realizam um processo seletivo próprio para preencher o restante das vagas.

É importante que você pesquise mais sobre a universidade que deseja cursar, descobrindo se todo o processo é feito pelo Enem, se existem outras etapas ou alguma especificação de acordo com o curso escolhido.

A seguir, disponibilizamos uma lista de faculdades públicas que aceitam a nota do Enem de acordo com as regiões do Brasil. Confira:  

1. Sudeste

  1. Universidade Federal do Espírito Santo (UFES);
  2. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
  3. Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF);
  4. Universidade Federal de Lavras (UFLA);
  5. Universidade Federal de Alfenas (Unifal);
  6. Universidade Federal de Itajubá (Unifei);
  7. Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP);
  8. Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ);
  9. Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM);
  10. Universidade Federal de Uberlândia (UFU);
  11. Universidade Federal de Viçosa (UFV);
  12. Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM);
  13. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio);
  14. Universidade Federal Fluminense (UFF);
  15. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
  16. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ);
  17. Universidade Federal de São Paulo (Unifesp);
  18. Universidade Federal do ABC (UFABC);
  19. Universidade Federal de São Carlos (UFSCar);
  20. Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG);
  21. Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro (Cefet-RJ);
  22. Instituto Federal do Espírito Santo (IFES);
  23. Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais (IFSudesteMG);
  24. Instituto Federal do Sul de Minas Gerais (IFSuldeMinas);
  25. Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG);
  26. Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG);
  27. Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM);
  28. Instituto Federal de São Paulo (IFSP);
  29. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF);
  30. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ);
  31. Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG);
  32. Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF);
  33. Universidade Estadual Paulista (Unesp);
  34. Universidade Estadual de Campinas (Unicamp);
  35. Universidade Estadual da Zona Oeste (UEZO).

2. Centro-Oeste

  1. Universidade de Brasília (UnB);
  2. Universidade Federal de Goiás (UFG);
  3. Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD);
  4. Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT);
  5. Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS);
  6. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG);
  7. Instituto Federal Goiano (IF Goiano);
  8. Instituto Federal do Mato Grosso (IFMT);
  9. Instituto Federal do Mato Grosso do Sul (IFMS);
  10. Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS);
  11. Universidade do Estado do Mato Grosso (Unemat). 

3. Norte

  1. Universidade Federal do Acre (UFAC);
  2. Universidade Federal do Amazonas (UFAM);
  3. Universidade Federal do Amapá (Unifap);
  4. Universidade Federal do Pará (UFPA);
  5. Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA);
  6. Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa);
  7. Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA);
  8. Universidade Federal de Roraima (UFRR);
  9. Universidade Federal de Rondônia (UNIR);
  10. Universidade Federal do Tocantins (UFT);
  11. Instituto Federal do Acre (IFAC);
  12. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM);
  13. Instituto Federal do Amapá (IFAP);
  14. Instituto Federal do Pará (IFPA);
  15. Instituto Federal de Rondônia (IFRO);
  16. Instituto Federal de Roraima (IFRR);
  17. Instituto Federal do Tocantins (IFTO);
  18. Universidade do Estado do Amapá (UEAP).

4. Sul

  1. Universidade Federal do Paraná (UFPR);
  2. Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR);
  3. Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila);
  4. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS);
  5. Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA);
  6. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM);
  7. Universidade Federal de Pelotas (UFPel);
  8. Universidade Federal do Rio Grande (FURG);
  9. Universidade Federal do Pampa (Unipampa);
  10. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC);
  11. Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS);
  12. Instituto Federal do Paraná (IFPR);
  13. Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS);
  14. Instituto Federal Farroupilha (IF-Farroupilha);
  15. Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC);
  16. Instituto Federal Catarinense (IFC);
  17. Instituição Federal Sul-rio-Grandense (IFSul);
  18. Universidade Estadual de Londrina (UEL);
  19. Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP);
  20. Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste);
  21. Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS);
  22. Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

5. Nordeste

  1. Universidade Federal de Alagoas (UFAL);
  2. Universidade Federal da Bahia (UFBA);
  3. Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB);
  4. Universidade Federal do Ceará (UFC);
  5. Universidade Federal da Paraíba (UFPB);
  6. Universidade Federal de Campina Grande (UFCG);
  7. Universidade Federal do Maranhão (UFMA);
  8. Universidade Federal de Pernambuco (UFPE);
  9. Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE);
  10. Universidade Federal de São Francisco (Univasf);
  11. Universidade Federal do Piauí (UFPI);
  12. Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN);
  13. Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa);
  14. Universidade Federal de Sergipe (UFS);
  15. Instituto Federal de Alagoas (IFAL);
  16. Instituto Federal da Bahia (IFBA);
  17. Instituto Federal Baiano (IFBaiano);
  18. Instituto Federal do Ceará (IFCE);
  19. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB);
  20. Instituto Federal de Pernambuco (IFPE);
  21. Instituto Federal Sertão Pernambucano (IFSertão);
  22. Instituto Federal do Piauí (IFPI);
  23. Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN);
  24. Instituto Federal de Sergipe (IFS);
  25. Universidade de Pernambuco (UPE);
  26. Universidade de Integração Internacional da Lusofonia Afro–Brasileira (Unilab);
  27. Universidade do Estado do Bahia (UNEB);
  28. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB);
  29. Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC);
  30. Universidade do Estado do Ceará (UECE);
  31. Universidade Estadual da Paraíba (UEPB);
  32. Universidade Estadual do Piauí (UESPI);
  33. Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Faculdades privadas

Bom, se o seu intuito é ingressar em uma faculdade privada, saiba que hoje em dia muitas aceitam a nota do Enem como porta de entrada, substituindo o vestibular da própria universidade. 

Cada faculdade estabelece as sua próprias regras e os interessados devem procurar se informar diretamente com as instituições. 

Mas, a seguir, disponibilizamos uma lista com algumas faculdades privadas que aceitam a prova do Enem como forma direta de ingresso:

  • Pontifícia Universidade Católica (PUC);
  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA);
  • Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS);
  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL);
  • Universidade de Franca (UNIFRAN);
  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID);
  • Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter);
  • Faculdade das Américas (FAM).

Além disso, existem dois programas do Governo Federal que ajudam quem quer cursar uma faculdade privada e também utilizam a nota do Enem. São eles:

1. ProUni

Se você tiver tirado mais que 450 no Enem mais recente e não tiver zerado a prova de redação, pode se inscrever para concorrer uma bolsa de estudos através do Programa Universidade para Todos (ProUni)

Esse é um projeto criado pelo MEC para garantir que alunos de baixa renda também tenham acesso a um curso de graduação. 

Por isso, duas vezes ao ano o ProUni abre inscrição para bolsas de estudos integrais ou parciais, dependendo do perfil socioeconômico do estudantes inscrito. 

2. Fies 

Já o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) também é um programa do MEC, mas que tem o objetivo de conceder financiamento das mensalidades de cursos de graduação para auxiliar estudantes matriculados em cursos presenciais de faculdades privadas.

Então, se você tiver tirado mais que 450 no Enem mais recente e não tiver zerado a prova de redação, pode se inscrever no Fies.

Fora isso, o Fies possui alguns pré-requisitos que podem ser conferidos através do site.

Bom, sabendo as faculdades que aceitam a nota do Enem fica muito mais fácil planejar os seus estudos e alcançar a nota de corte desejada, certo? Mas, para que você não perca nenhum prazo, confira também o nosso post completo sobre o Cronograma Enem. 😉

Vamos debater sobre?