Seus estudos não podem parar. E como incentivo, receba 15% de desconto com o cupom  ESTUDOEMCASA 

Guia completo do substantivo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Todas as coisas que existem no mundo real e imaginário têm um nome. A classe morfológica que atribui nome a todas essas coisas se chama: substantivo!

Os substantivos são palavras variáveis, possuem particularidades e características próprias e são utilizados por todos em diferentes gêneros textuais diariamente, quer sejam eles escritos ou falados.

Além disso, eles são cobrados de diferentes maneiras nas provas de língua portuguesa do Enem e demais vestibulares. 

Pensando em como as classes gramaticais podem gerar dúvidas, elaboramos este artigo inteirinho para te contar tudo sobre o substantivo!  

Como se dá a formação do substantivo?

O substantivo nomeia pessoas, cidades, estados, países, objetos, animais, vegetais, sentimentos, enfim, as coisas de maneira geral. Palavras como “Maria”, “Rio de Janeiro”, “Minas Gerais”, “boné”, “cobra”, “alface”, “amor” e milhares de outras são todas chamadas de substantivos. 

Ufa, é palavra que não acaba mais! E um ponto a ser estudado é como se dá a formação dessas palavras. 

O substantivo pode ser formado por quatro maneiras diferentes. Veja só:

1. Primitivo

Os substantivos primitivos são aqueles que não derivam de outras palavras. Eles, na verdade, dão base para que outras palavras sejam criadas. 

  • Exemplos: rio, folha, rosa, árvore, pedra, papel.

2. Derivado

Já os derivados são aqueles que utilizam a base dos substantivos primitivos para serem constituídos.

  • Exemplos: folhagem, arvoredo, pedreira, papelada, riacho, roseira

3. Simples:

Os substantivos simples são aqueles compostos por apenas um radical, ou seja, apenas uma palavra.

  • Exemplo: flor, namorado, copo, Goiás, brócolis.

4. Composto:

Os compostos são aqueles que possuem um ou mais radicais.

É interessante mencionar que há duas maneiras de criação de substantivos compostos: aglutinação e justaposição. Veja exemplo de cada um deles:

  • Exemplo de substantivo composto por aglutinação: couve-flor, louva-a-Deus.
  • Exemplo de substantivo composto por justaposição: girassol, passatempo.

Quais as classificações do substantivo?

Em relação às classificações, o substantivo pode ser:

1. Comum

Os substantivos comuns referem-se a qualquer ser, objeto, animal de maneira geral, sem particulariza-lo.

  • Exemplos: mulher, gato, cachorro, sandália, cidade.

1.1. Coletivo

Dentro dos substantivos comuns existem os coletivos, que são aqueles que designam um conjunto de seres de mesma espécie. 

Exemplos: 

  • alcateia – conjunto de lobos;
  • cardume – conjunto de peixes;
  • arquipélago – conjunto de ilhas;
  • cáfila – conjunto de cogumelos;
  • constelação – de estrelas.

2. Próprio

Já os substantivos próprios particularizam e especificam um ser em determinada espécie. Esses substantivos, geralmente, são escritos com letras maiúsculas.

  • Exemplos: Maria, China, Maranhão, Maracanã.

3. Concreto

Os substantivos concretos são aqueles que nomeiam seres que não dependem de nada nem ninguém para existirem, ou seja, têm existência própria.

  • Exemplos: saci; lápis; Iemanjá; Vênus.

4. Abstrato

Por fim, os substantivos abstratos são aqueles que só existem por dependência de alguém, como os sentimentos, sabe?

  • Exemplos: amor; coragem; pobreza; recordação.

E quanto às flexões, como elas funcionam para o substantivo?

Bom, o substantivo é uma classe variável, ou seja, sofre flexões de três tipos. Veja cada uma delas, abaixo:

1. Gênero

A flexão de gênero da língua portuguesa diz respeito apenas a feminino e masculino, essa é a regra:

  • Exemplos: menina – menino. 

É importante mencionar ainda que gênero e sexo não são a mesma coisa, ok? Os gêneros são gramaticais neste caso, e, por isso, palavras como “lápis”, “caneta”, “escola” são todas do gênero feminino, mas não do sexo feminino. Assim como palavras como “livro”, “relógio” fazem parte do gênero masculino.

Dentro de flexão de gênero existem dois tipos: substantivos biformes e uniformes.

1.1 Substantivos biformes

Neste caso, os substantivos apresentam duas formas distintas, uma para o feminino e outra para o masculino.

Exemplos:

  • aluna – aluno;
  • mulher – homem;
  • égua – cavalo;
  • vaca – boi.

Observe que esse tipo de flexão pode se dar pela simples troca do “a” pelo “o”, em alguns casos, como também há palavras específicas para determinar gêneros diferentes. 

1.2 Substantivos uniformes 

Os substantivos uniformes são aqueles que apresentam uma única forma gramatical para os dois gêneros. Eles podem ser:

Epicenos

Que são alguns substantivos utilizados para designar animais de gênero feminino e masculino por meio de uma única forma.

  • Exemplos: a onça; o jacaré; a foca; a borboleta.

Perceba que nesses casos para que seja possível designar o sexo feminino desses animais será preciso acrescentar as palavras macho e fêmea. Veja um exemplo: A onça macho precisa procurar por sua parceira na natureza.

Comum de dois gêneros

Neste caso, os substantivos referem-se a pessoas e possuem uma única forma gramatical para se referir a ambos os gêneros.

  • Exemplos: dentista; estudante; jornalista.

Para determinar os sexos é necessário utilizar uma palavra, como um artigo, adjetivo etc.: “A estudante de engenharia tirou nota máxima.” 

Sobrecomuns

Os sobrecomuns são aqueles que possuem um só gênero e não possibilitam fazer distinção em relação ao sexo. 

  • Exemplo: a vítima; o carrasco; a testemunha.

Portanto quando utilizamos algum desses substantivos é necessário perceber, por meio do contexto, se falamos de uma mulher ou um homem, pois analisando uma oração isoladamente não é possível depreender essa informação: “A vítima fez um boletim de ocorrência.”, aqui, a vítima poderia ser uma mulher ou um homem.

2. Número 

As flexões de número são bem simples. O substantivo pode ir para o plural ou permanecer no singular a depender de seu determinante.

  • Exemplo: o menino / os meninos; o chapéu / os chapéus.

3. Grau

O grau serve para mostrar se alguma coisa é melhor ou pior que outra coisa, se alguém é maior ou menor que outro alguém.

A flexão de grau dos substantivos é feita por meio do aumentativo ou diminutivo.

  • Exemplo de grau aumentativo: homem / homenzarrão.
  • Exemplo de grau diminutivo: homem / homenzinho.

Quais papéis o substantivo pode exercer dentro de uma oração?

Já estamos chegando ao final, mas antes vamos ver um pouquinho das funções que o substantivo pode exercer dentro das orações. Ele pode ser:

 

  • Sujeito: Maria leu o livro sobre gestão de pessoas;
  • Predicativo do sujeito: Ele é um anjo;
  • Predicativo do objetivo: Amar faz do velho criança;
  • Objeto direto: Quero um livro novo;
  • Objeto indireto: Precisam de atenção;
  • Complemento nominal: Tinham sede de vingança;
  • Adjunto adverbial: Hoje, ela canta em Belo Horizonte;
  • Agente da passiva: A cidade foi tomada por besouros;
  • Vocativo: Mãe, vem cá!

 

 

Esperamos que você utilize todo o conhecimento adquirido neste post sobre substantivo. Se você quer saber mais sobre dicas de como mandar bem em sua prova de língua portuguesa, confira nosso artigo sobre adjetivos!

Autor

  • Yasmine Diniz

    Bacharel em Direito. Graduanda de Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais. Amante da educação e fã de Friends.

    View all posts

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um × dois =

Posts relacionados

[Ebook]

7 dicas para dar um gás nos estudos e aprender mais rápido

Está se preparando para o Enem e demais vestibulares e quer saber como aprender mais rápido? Então este ebook foi feito para você. Nele você encontra 7 dicas quentes para dar um gás nos estudos!

[Ebook]

Melhorando o seu Repertório Sociocultural

Quer melhorar o seu repertório sociocultural, mas não tem ideia de como fazer isso? Então este ebook foi feito para você! Nele você vai encontrar várias fontes para enriquecer sua redação!

  JÁ COMEÇOU!  
22/07
ÀS 18H

Ative o sininho de notificações, participe e receba ao vivo cupons de até  50% de desconto! 
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

Imaginie para todos: democratizando o ensino de redação no Brasil

Se você é um aluno de escola pública, agora pode estudar para o Enem de graça com a Imaginie. Conheça melhor o projeto Imaginie para todos!

Calendário do vestibular 2021: Confira as datas dos principais processos

Ficou confuso na hora de pesquisar sobre os vestibulares que quer fazer? Teve dificuldade para encontrar as informações? Achou tudo muito desorganizado? Então este calendário é para você!

[Infográfico gratuito]

O que cai
em cada disciplina do Enem?

Você está perdidinho sobre o que estudar para o Enem? Saiba quais são as matérias mais cobradas em cada disciplina neste infográfico gratuito que preparamos para você!

Mapa mental grátis

Decorar as regras de acentuação gráfica não é uma tarefa fácil, certo? Mas ela se torna um pouco mais simples com um mapa mental!

Plano de estudos para o Enem 2020

Quer um guia para se preparar para o Enem 2020? Baixe o nosso plano de estudos gratuitamente aqui!

Mapa mental grátis

Decorar as regras de acentuação gráfica não é uma tarefa fácil, certo? Mas ela se torna um pouco mais simples com um mapa mental!

Folha de redação guiada: produza um texto nota 1000!

Criamos esse modelo de redação guiada com dicas para você acertar na hora de fazer a sua própria produção textual para o Enem 2020!

Como ter uma rotina de estudos produtiva?

Aprenda técnicas para aprender mais em menos tempo!

Faça seu cadastro para receber nossa Newsletter