Como fazer uma boa proposta de intervenção: fotografia de uma mulher sentada à mesa e olhando para alguns papeis com expressão de preocupação. Ela também está segurando um lápis.

6 dicas sobre como fazer uma boa proposta de intervenção

Roberta Firmino Dicas de Redação

Um dos grandes desafios de quem faz o Enem é a apresentação de uma boa proposta de intervenção na redação. Isso porque, apesar de aparentemente ser uma parte fácil da composição do texto, essa etapa exige muita atenção para que todas as suas especificidades sejam cumpridas.

A proposta de intervenção é uma das exigências da competência V avaliada no Enem e, por isso, se não for feita da forma correta, pode acarretar na perda de até 200 pontos na redação.

Mas, afinal, como fazer uma boa proposta de intervenção? Continue o artigo para ver as 6 dicas que selecionamos para você!

1. Não fique preocupado em apresentar uma solução final

A banca de correção do Enem não cobra uma solução para o problema, mas sim uma intervenção. O que isso quer dizer?

Você não precisa apresentar uma ideia para resolver a situação de uma vez, mas sim para enfrentá-la de alguma forma. 

Você pode, inclusive, utilizar o exemplo de alguma medida que já está sendo tomada pelo governo, por exemplo, e aprimorá-la. Isso porque o Enem não cobra originalidade na proposta, apenas exige que ela seja viável. 

Pense: é possível que essa proposta seja colocada em prática? Seja sensato em sua resposta, afinal, outra pessoa irá avaliá-la.

2. Fique atento aos elementos exigidos

Uma proposta de intervenção deve apresentar:

  • os agentes responsáveis por colocá-la em prática, ou seja, quem será responsabilizado pela proposta;
  • os meios, ou seja, de que forma a proposta entrará em vigor;
  • os propósitos, pensando no resultado final da proposta.

Você não pode se esquecer de nenhum desses elementos, ou a sua proposta de intervenção não estará completa.

Por isso, o ideal é que você faça a sua estruturação já pensando nesses três pontos para não se esquecer de nada.

3. Pense no local em que irá inserir a proposta de intervenção

Não é obrigatório inserir a sua proposta de intervenção no parágrafo final. Porém, é mais lógico que ela seja inserida na conclusão, já que, assim, ela virá depois de seu posicionamento ter sido apresentado e defendido.

Caso você apresente propostas ao longo da argumentação, observe se há coerência nessa apresentação deslocada. Ou seja, pense: faz sentido que naquele local você já esteja apresentando uma intervenção? Algum problema já foi fundamentado? Se as respostas forem sim, tudo bem. 

Porém, já que você está buscando saber como fazer uma boa proposta de intervenção, lembre-se sempre de ser completo!

4. Respeite os direitos humanos

Você não pode, em hipótese alguma, propor intervenções que desrespeitem os Direitos Humanos

Essa também é uma exigência da competência V do Enem e, caso ela seja desrespeitada, você corre o risco de perder 200 pontos da redação, o que corresponde a 20% da sua nota total!

5. Resolva tudo o que foi problematizado

Tudo o que for problematizado na argumentação deve conter uma proposta de intervenção ao final. Portanto, o número de propostas é variável de acordo com o que for apresentado por você. 

É preciso bom senso, pois o espaço é limitado e as ideias devem ser bem desenvolvidas, não simplesmente “jogadas” no texto. Problemas não resolvidos ou intervenções para uma situação não apresentada anteriormente serão penalizadas.

6. Divida as responsabilidades

Se você está buscando saber como fazer uma boa proposta de intervenção, entenda que é importante dividir as responsabilidades e não culpabilizar exclusivamente o governo. Por isso, tenha em mente que você deve apresentar uma intervenção social. Qual é o papel da sociedade frente ao problema? Seja consciente.

Uma dica prática e muito didática é gravar a palavra GOMIFES, pois cada uma das letras que formam a palavra se trata de um agente diferente: Governo, ONGs, Mídia, Indivíduo, Família, Escola e Sociedade. 

Procure aprofundar seu conhecimento sobre cada uma dessas esferas — por exemplo, os vários órgãos governamentais e suas funções — para designá-los de forma direcionada.

Agora que você já sabe como fazer uma boa proposta de intervenção, que tal começar a colocar nossas dicas em prática? Baixe aqui a nossa folha de redação guiada gratuita e comece a treinar os seus textos!

Banner de divulgação do modelo de redação guiada para quem quer saber como estudar para o Enem. O banner direciona para o link de cadastro a seguir: http://conteudo.imaginie.com.br/folha-de-redacao-guiada?utm_source=blog&utm_medium=post-como-fazer-uma-boa-proposta-de-intervencao&utm_campaign=material-rico&utm_content=banner

Vamos debater sobre?