Entenda como funciona a pontuação do Enem

Por: Roberta Firmino

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Acostumados com o sistema de pontuação comum nas escolas, que atribui um valor para cada questão de uma prova e soma a nota ao final, muitos candidatos não entendem como funciona a pontuação no Enem.

Afinal, não adianta tentar dividir a pontuação total pelo número de questões e somar aquelas que você acertou. Até porque as provas objetivas não tem uma pontuação total exata!

Ficou confuso? Calma, no artigo de hoje vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre como funciona a pontuação do Enem. É só continuar a leitura para tirar todas as suas dúvidas!

Como funciona pontuação das provas objetivas do Enem?

É evidente que a pontuação das provas objetivas do Exame é realizada de forma diferente da redação, certo? Quando falamos de questões fechadas, apenas uma opção de resposta está correta. Portanto, ou você acerta ou erra. Diferente da redação, a correção das provas objetivas é bastante taxativa nesse sentido.

Então, vamos começar explicando como é atribuída a sua nota dos cadernos de:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  • Matemática e suas Tecnologias.

A pontuação dessas provas é determinada com base na Teoria de Resposta ao Item (TRI), uma metodologia estatística usada para atribuição de nota com o objetivo de identificar o desempenho do estudante não apenas de forma quantitativa, mas também qualitativa.

E como isso funciona? Bom, basicamente, todas as questões precisam passar por testes anteriores e serem calibradas para que se possa entender quais são os seus níveis de dificuldade. É a partir desses resultados que a pontuação é determinada.

Mas, então, quanto vale cada questão da prova do Enem?

Não existe uma resposta para essa pergunta. A pontuação de cada questão varia de acordo com o seu nível de dificuldade. Portanto, entendendo a TRI, você saberá que não existe uma pontuação total para as provas objetivas do Enem e nem mesmo é possível saber, de antemão, quanto vale cada questão das avaliações.

Como funciona a pontuação da redação do Enem?

Já o processo de pontuação da redação Enem é um pouco mais simples de entender. Vamos lá!

O Enem determina 5 competências que devem ser analisadas e avaliadas em cada redação. São elas:

  1. demonstrar domínio da norma culta da língua portuguesa;
  2. compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo;
  3. selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;
  4. demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação;
  5. elaborar proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.

Portanto, a correção da redação consiste na análise do seu desempenho nos critérios acima. A partir disso, o corretor dirá qual é o seu nível em cada um deles.

Os níveis podem ser:

  • desclassificado;
  • precário;
  • insuficiente;
  • mediano;
  • bom;
  • ótimo.

Como a redação vale, no total, 1000 pontos, a nota máxima que você pode alcançar em cada uma das 5 competências é 200. Mas, atenção, você só conseguirá essa pontuação se alcançar o nível ótimo!

Nos outros níveis, ocorre o seguinte: se for desclassificado, você zera sua nota na competência. Se o seu desenvolvimento for precário, você ganha 40 pontos. Se ele for insuficiente, a nota é de 80 pontos. Caso seja mediano, você recebe 120 pontos. O nível bom é equivalente a 160 pontos.

Então, para tirar 1000 na redação, você precisa praticar essa atividade e buscar desenvolver as suas habilidades cada vez mais de acordo com as competências. 

Você pode, por exemplo, procurar por uma plataforma online onde possa treinar as redações e recebê-las corrigidas de acordo com as competências do Enem para saber quais competências precisa desenvolver até o dia da prova!

 


Como funciona a pontuação do Enem?

A sua pontuação no Exame dependerá dos parâmetros utilizados por cada Universidade para calculá-la.

Você conseguirá acessar, no site do Inep, qual é a sua nota para cada uma das 5 provas, de acordo com o cronograma do Enem. A partir disso, você pode tirar a sua média, que consiste na soma de todos os pontos e divisão por 5.

Essa será a nota considerada por grande parte das Universidades. Porém, algumas instituições e cursos atribuem pesos diferentes para cada prova, o que pode causar variações na sua nota.

Por exemplo, se você está concorrendo a um curso de Letras, pode ser que a Universidade determine que a sua prova de Linguagens e redação tenham maior peso do que as demais. Sendo assim, a sua nota será diferente do cálculo da sua média.

Portanto, o ideal é que você procure saber como funciona a pontuação do Enem em cada instituição. Assim, você entenderá onde será mais exigido e, de fato, como saber qual é a sua nota.

O que é uma boa nota no Enem?

O que determina o que é uma boa pontuação no Enem é a nota de corte do curso que você deseja entrar. Isso quer dizer que uma boa nota para um vestibulando de medicina, por exemplo, é completamente diferente para um estudante que deseja entrar em um curso menos concorrido.

Para ter uma ideia, você pode dar uma olhada nas notas de corte das edições anteriores do Sisu. Assim, você terá uma nota para se basear sobre a pontuação que precisa alcançar no Exame!

E aí, deu para entender como funciona a pontuação do Enem? Então, confira agora as nossas 8 dicas sobre como se dar bem no Enem!

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Deixe um comentário

avatar

Posts relacionados

Mapa mental grátis

Decorar as regras de acentuação gráfica não é uma tarefa fácil, certo? Mas ela se torna um pouco mais simples com um mapa mental!

Faça seu cadastro para receber nossa Newsletter