Entenda como funciona o vestibular e quem pode fazê-lo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Depois de concluir o ensino médio e finalmente sair da escola regular, uma nova fase está prestes a se iniciar: a fase profissional.

A ansiedade para avançar, se tornar independente e trabalhar em algo que realmente se gosta é extasiante e animador. Porém, antes de começar a se dedicar à vida profissional há a etapa do ensino superior. 

As instituições, que se dedicam a ensinar a você um curso que te dará base para o trabalho, contam com os vestibulares para conceder acesso às suas vagas que são limitadas. 

Mas, afinal de contas, você sabe como funciona o vestibular?   

Se você não sabe, não há problema algum. Neste post vamos te contar como funciona o vestibular, as suas provas e etapas e ainda te mostrar qual o principal processo seletivo do país. Assim, você conseguirá avançar de fase e garantir uma vaga no curso que tanto deseja. Bora lá?

O que é o vestibular?

Antes de contar como funciona o vestibular, vamos te mostrar o que é o vestibular.

O vestibular é o meio pelo qual as instituições públicas e privadas do país concedem acesso às graduações. 

Graduações, por sua vez, são cursos que possuem duração média de 5 anos e que são voltados ao ensino de uma profissão, como o Direito, a Arquitetura, a Letras, a Educação Física, a Pedagogia e diversas outras.

O vestibular é composto por provas e etapas, que podem ser classificatórias ou eliminatórias. Isso porque as instituições de ensino superior possuem vagas limitadas e, por isso, o vestibular precisa selecionar aqueles mais preparados para o curso. 

A tendência atual, no entanto, não é eliminar e sim classificar candidatos aptos naquele momento a fazerem uma graduação. Essa ideia comunga com o fato de que todos os cidadãos brasileiros que quiserem se qualificar profissionalmente têm o direito de frequentar o ensino superior.

No passado e ainda hoje há uma certa elitização do ensino superior e a ideia de que só quem tem dinheiro pode fazer um curso superior. Fato é que, atualmente, o ensino superior tem se democratizado e atingido cada vez mais pessoas. Em decorrência, principalmente, do Enem e dos programas governamentais: Sisu, Fies e ProUni.

Infelizmente, o número de brasileiros que possuem formação superior ainda é baixo: apenas 21% dos jovens entre 25 e 34 anos concluíram o Ensino Superior, de acordo com o levantamento “Education at Glance”, desenvolvido pela OCDE (Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Porém, esse número já foi bem menor e a luta de vários educadores é que cada vez mais estudantes possam se formar e se capacitar.

Bom, mas chega de lenga lenga e vamos ao que interessa? 😒

Não precisa ficar nervoso não, ok? 😅 No próximo tópico vamos te contar como, de fato, funciona o vestibular! Acompanhe!

Banner de divulgação do Calendário dos Vestibulares 2021 gratuito. Link para download: https://conteudo.imaginie.com.br/calendario-do-vestibular?utm_source=blog-imaginie&utm_medium=banner-artigo&utm_campaign=material-rico

Como funciona o vestibular?

Agora sim chegou o momento em que você vai saber como funciona o vestibular! 

O vestibular é composto por provas e etapas. Um mesmo vestibular pode ter uma, duas, três ou quatro etapas.

E cada uma dessas etapas vai apresentar diferentes provas. Pode ser que na primeira etapa de um determinado vestibular você tenha que fazer questões de múltipla escolha de determinadas áreas do conhecimento e na segunda etapa você tenha que fazer mais questões de múltipla-escolha e ainda uma redação.

A forma como o vestibular é aplicado, suas etapas e provas vão variar de uma instituição para outra e para saber como cada um funciona você deverá ler atentamente o edital daquele vestibular que irá prestar. 

Como mencionamos ali em cima, algumas universidades brasileiras fazem o seu vestibular com etapas classificatórias e eliminatórias, outros possuem só uma fase classificatória. 

Geralmente, as universidade públicas, ou seja, aquelas que em não é necessário pagar para se graduar, contam com vestibulares mais elaborados, já que as vagas são limitadas e há uma grande quantidade de estudantes que querem estudar nessas instituições. 

A maior parte das pessoas que prestam vestibular no Brasil são aquelas que acabaram de concluir o ensino médio e esse é um dos motivos que justificam o fato de os assuntos que caem nos vestibulares serem relacionados ao que você estudou durante os 3 últimos anos da escola. 

As provas dos vestibulares, então, vão cobrar diversas questões pertinentes às seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa;
  • Literatura;
  • Línguas Estrangeiras (geralmente, você pode escolher entre inglês e espanhol);
  • História;
  • Filosofia;
  • Sociologia;
  • Geografia;
  • Matemática;
  • Química;
  • Física;
  • Biologia. 

O número de questões e assunto dentro destas disciplinas vai variar de uma instituição para outra. E, às vezes, as universidades vão exigir que você faça questões específicas de determinada disciplina de acordo com o curso escolhido por você na hora de sua inscrição.

Isso acontece no vestibular da UEM. Lá, se você quiser fazer arquitetura, por exemplo, deverá fazer, além das questões gerais para todos os cursos, mais 30 questões: 15 de história e 15 de matemática. 


Pois bem, agora que você já tem um panorama geral de como funciona o vestibular, vamos trabalhar melhor como funciona a prova de múltipla-escolha, a prova dissertativa e a prova de redação.

Como funciona a prova de múltipla-escolha?

Na grande maioria das instituições privadas ou públicas, são cobrados em seus vestibulares provas de múltipla-escolha. Provas de múltipla-escolha também são conhecidas como provas fechadas. 

E o que são, de fato, provas de múltipla-escolha? 🤨

As provas de múltipla escolha são compostas por questões com um enunciado e alternativas. Nessas provas você precisará apenas assinalar a opção correta. 

Os níveis de dificuldade das provas de múltipla-escolha podem variar em fácil, médio e difícil. Uma questão considerada fácil, por exemplo, pode apresentar apenas 4 opções de resposta e, geralmente, seu comando é bem simples e claro. Com apenas 4 alternativas, os distratores (que são as alternativas que estão ali para te confundir) diminuem e as chances de você acertar a questão aumentam. 

Porém, se o seu sonho é fazer uma universidade pública e estudar sem pagar nada por isso em uma das melhores instituições do país, não se engane, pois a maioria desses vestibulares contam com questões um pouquinho mais difíceis. Questões que possuam 5 alternativas e que façam você trabalhar um pouquinho mais a cabeça.

O vestibular da UFRGS, por exemplo, é um dos mais difíceis do país, ele conta com 4 etapas distribuídas em 4 dias. Cada etapa é composta por um prova de múltipla-escolha. Cada prova conta com 25 questões e deve ser feita em um total de 4 horas e 30 minutos. No final, você terá feito 225 questões em 18 horas de prova, além de uma prova de redação. 

Ufa! Quanta questão! 😅🤯

E já que tocamos no assunto redação, vamos a seguir te contar como funciona essa etapa dos vestibulares. 

Como funciona a prova de redação?

Agora que você já tem uma ideia de como funciona o vestibular e suas provas de múltipla-escolha, vamos te contar com funciona a prova de redação.

Geralmente, a prova de redação dos vestibulares é aplicada junto com a prova de múltipla-escolha. E, normalmente, o dia da redação coincide com o dia da prova de português. 

A redação é considerada uma das etapas mais importantes De qualquer vestibular. Isso porque, elas costumam ter um peso considerável em sua pontuação final.

Para se ter uma ideia, a redação do Enem sozinha vale 1000 pontos e pode comprometer ou elevar toda a sua média neste vestibular. 

As redações vão avaliar a sua escrita, a sua adequação à norma formal do português, o seu repertório vocabular, como você desenvolve determinado tema e se você sabe atender às exigências de um gênero textual.

Inclusive, um dos gêneros mais cobrados por diversos vestibulares é o dissertativo-argumentativo. Com esse gênero, os corretores conseguem avaliar como o estudante selecionou e utilizou argumentos válidos e se estes argumentos trouxeram autoridade ao ponto de vista defendido, se o aluno soube desenvolver um vocabulário rico e em conformidade com a norma culta e vários outros aspectos.

Mas como não são todos os vestibulares que cobram o texto dissertativo é bom ficar atento e estudar os demais gêneros, ok?

Como funciona a prova discursiva?

Para entender bem como funciona o vestibular você deve conhecer o funcionamento da prova discursiva.

Além das provas de múltipla-escolha e de redação, algumas universidades também vão contar com uma prova discursiva. 

Essa é uma prova em que você deverá responder a questões discursivas ou, como também são conhecidas, questões abertas. É o caso da segunda etapa da Unicamp e da Fuvest, por exemplo.

Essas provas eram muito comuns antes da mudança do Enem. Os vestibulares possuíam uma primeira etapa com uma prova de múltipla-escolha e a segunda fase, a depender do curso escolhido, seria a resolução de questões discursivas de diferentes disciplinas. 

Apesar de menos comum atualmente, essas provas podem sim fazer parte de algum vestibular. Portanto, é importante conhecê-las bem!

Quem pode prestar o vestibular?

Pode prestar vestibular todos aqueles que têm vontade. Mas só pode iniciar uma graduação em uma instituição de ensino superior aqueles que já se formaram no Ensino Médio.

E como faço para me inscrever?

Para se inscrever no vestibular você deverá saber de antemão qual a instituição que quer prestar. 

A grande maioria das universidades públicas e privadas do Brasil concedem vagas por meio da nota do Enem, que é atualmente o principal vestibular do país. 

Caso você decida se inscrever para o Enem, você deverá acessar o site do Inep e seguir todos os passos, pagar a taxa de inscrição e então fazer as provas nas datas específicas. Ou, caso tenha direito, poderá solicitar a isenção de taxa

O legal do Enem é que você encontra todas as informações sobre edital, data de inscrição e aplicação das provas em um único lugar: o site do Inep. É claro que sendo aprovado em determinada instituição os passos para matrícula deverão ser pesquisados no site da universidade. 

No entanto, se você quiser aumentar as suas chances e fazer também outros vestibulares de instituições que não aceitam ou que aceitam parcialmente a nota do Enem, então você deverá se inteirar do edital daquele processo seletivo específico, para conferir todas as informações pertinentes. 

Ainda que a maioria das universidade tenham aderido ao Enem, existem várias que possuem processo seletivo próprio e então você deverá entender como funciona o vestibular específico daquela universidade. E aí para encontrar informações a coisa já se complica um pouquinho.

Isso porque, muitas instituições de ensino superior contam com órgãos organizadores diferentes, e, por isso, as informações podem ficar meio divididas. Como é o caso da USP, que conta com a FUVEST para organizar o seu vestibular. 

Portanto, para saber o calendário dos vestibulares próprios é necessário muito cuidado e pesquisa!

E aí, curtiu saber como funciona o vestibular e já está pronto para prestar? Esperamos que sim e que todas as informações deste post tenham sido muito relevantes para você! Aproveite para ler o nosso artigo sobre como se preparar para o vestibular!

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dois × 2 =

Posts relacionados

[Ebook]

7 dicas para dar um gás nos estudos e aprender mais rápido

Está se preparando para o Enem e demais vestibulares e quer saber como aprender mais rápido? Então este ebook foi feito para você. Nele você encontra 7 dicas quentes para dar um gás nos estudos!

[Ebook]

Melhorando o seu Repertório Sociocultural

Quer melhorar o seu repertório sociocultural, mas não tem ideia de como fazer isso? Então este ebook foi feito para você! Nele você vai encontrar várias fontes para enriquecer sua redação!
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

Imaginie para todos: democratizando o ensino de redação no Brasil

Se você é um aluno de escola pública, agora pode estudar para o Enem de graça com a Imaginie. Conheça melhor o projeto Imaginie para todos!

Calendário do vestibular 2021: Confira as datas dos principais processos

Ficou confuso na hora de pesquisar sobre os vestibulares que quer fazer? Teve dificuldade para encontrar as informações? Achou tudo muito desorganizado? Então este calendário é para você!

[Infográfico gratuito]

O que cai
em cada disciplina do Enem?

Você está perdidinho sobre o que estudar para o Enem? Saiba quais são as matérias mais cobradas em cada disciplina neste infográfico gratuito que preparamos para você!

Mapa mental grátis

Decorar as regras de acentuação gráfica não é uma tarefa fácil, certo? Mas ela se torna um pouco mais simples com um mapa mental!

Plano de estudos para o Enem 2020

Quer um guia para se preparar para o Enem 2020? Baixe o nosso plano de estudos gratuitamente aqui!

Mapa mental grátis

Decorar as regras de acentuação gráfica não é uma tarefa fácil, certo? Mas ela se torna um pouco mais simples com um mapa mental!

Folha de redação guiada: produza um texto nota 1000!

Criamos esse modelo de redação guiada com dicas para você acertar na hora de fazer a sua própria produção textual para o Enem 2020!

Como ter uma rotina de estudos produtiva?

Aprenda técnicas para aprender mais em menos tempo!

Faça seu cadastro para receber nossa Newsletter