O que não fazer em uma redação - imagem de duas pessoas sentadas, segurando uma placa com X na frente do rosto.

O que não fazer em uma redação: 12 situações que devem ser evitadas

Ana Massêo Dicas de Redação

Ao escrever uma redação, principalmente se for para um processo seletivo, como o Enem, é muito importante que você entenda não apenas o que está sendo cobrando, mas também o que não fazer em uma redação. 

Afinal de contas, do que adianta escrever aquele texto incrível, cheio de argumentos consistentes e bem elaborados, se você perder pontos ou zerar a sua nota por não ter ideia do que deve ser evitado?

Gif de um homem rasgando papéis com raiva.

Pensando nisso, hoje vamos te falar sobre o que não fazer em uma redação para você não cair nessa cilada. Vamos lá?

1. Não escreva de forma embolada

Bom, para começar, lembre-se que a sua redação deve ser compreendida por outras pessoas, certo? 

Por isso, vale lembrar que caprichar na letra, tamanho e espaçamento entre as palavras é algo fundamental na hora de escrever. Afinal de contas, é fundamental que o corretor entenda o seu texto para poder avaliá-lo. 

2. Não rabisque as palavras

Apesar da rasura não penalizar o seu texto ou tirar pontos, a estética e organização textual estarão sendo avaliadas pelo leitor. 

Dessa forma, quando você perceber algum errinho que queira corrigir, tome cuidado para não rabiscar demais e acabar atrapalhando o entendimento de outras palavras ou partes do seu texto. 

3. Não generalize

Para que seus argumentos sejam fortes e sólidos, é muito importante que você evite generalizações. Afinal de contas, falar que “ninguém cumpre as regras” ou que “todo mundo desrespeita as leis” está errado. 

Não tem como você comprovar se isso é verdade e, normalmente, não é. Tem pessoas que cumprem as leis e outras que não, por isso, generalizar enfraquece o seu texto. 

4. Não fale diretamente com o leitor

Na redação, principalmente do gênero dissertativo-argumentativo, é muito importante que você mantenha a impessoalidade. Pensando nisso, evite transformar o texto em uma conversa com o leitor. 

Ou seja, falar “você deve reciclar o seu lixo” ou “você consegue mudar o mundo” está errado. Evite dialogar com o seu leitor dando ordens ou conselhos diretamente a ele. 

5. Não use gírias e expressões da internet

No dia a dia, escrevemos gírias e expressões como “vc”, “tbm”, “fds”, “tipo assim” e “né” constantemente. ,Mas cuidado! Isso entra na lista de o que não fazer em uma redação. 

Afinal de contas, não é a toa que a competência I do Enem, por exemplo, avalia o domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa. Por isso, se atente ao uso da escrita ensinada na escola e revise o seu texto antes de entregar para não deixar passar nada.  

6. Não desrespeite os direitos humanos

Respeitar os direitos humanos é algo que devemos fazer sempre, inclusive na redação! Então, evite romper com os valores de cidadania, liberdade, solidariedade e diversidade cultural que são direitos de todos. 

Apesar de o Enem não zerar mais a redação por esse motivo, isso poderá te penalizar na competência V. E, se o seu objetivo é entrar na faculdade, perder pontos não é uma opção, certo?

7. Não ultrapasse o número de linhas

Se você está escrevendo uma redação, deve pensar que ela não pode ser muito grande nem muito pequena. É preciso ter o tamanho necessário para passar todas as informações que você precisa para introduzir, desenvolver e concluir a sua tese sem muita “encheção de linguiça”. 

Por isso, o Enem estabelece que o mínimo de linhas é 8 e o máximo 30, e você pode verificar as normas de outros vestibulares no edital de cada um. Isso significa que escrever em menos linhas poderá zerar a sua pontuação e, em mais, ultrapassando a margem do texto, fará com que o trecho não seja avaliado. 

8. Não deixe a redação por último

Se você está se preparando para o Enem ou outros vestibulares, evite deixar a redação por último no dia da prova. Imagine responder 90 questões de múltipla escolha e depois ainda ter que escrever um texto? É muito cansativo e prejudicará o seu desempenho. 

Por isso, comece a prova escrevendo a sua redação e lembre-se de cronometrar o tempo necessário para isso, já que você ainda precisará responder muitas questões depois.

9. Não expresse sua opinião diretamente

Como já falamos anteriormente, é muito importante que você mantenha a impessoalidade no seu texto. Por isso, falar “eu acho”, “eu acredito”, “eu duvido”, “nós buscamos”, etc. é uma forma de expressar a sua opinião direta e isso deve ser evitado. 

O intuito da redação dissertativa-argumentativa é defender uma tese com argumentos que podem ser comprovados e não com a opinião de cada um.  

10. Não fuja do gênero proposto

Apesar de grande parte das universidades utilizar o Enem no processo seletivo, outros vestibulares podem pedir um gênero diferente do dissertativo-argumentativo

Por isso, você deve pesquisar sobre os gêneros textuais e entender as características de cada um para não ser penalizado!

Fique tranquilo: a maioria das provas exige esse gênero textual. Portanto, lembre-se que ele deve ser dividido em introdução, desenvolvimento e conclusão, ser impessoal e apresentar argumentos em defesa de uma tese.

11. Não faça cópias

Que plágio é crime todo mundo já sabe, certo? E isso não é diferente na redação! Então, quando for escrever o seu texto, cópias são um exemplo importante de o que não fazer em uma redação. 

Pense bem, como o corretor avaliará o seu texto se ele não foi escrito por você? É muito importante que a sua redação apresente autoria e, quando for utilizar citações, dados ou informações de terceiros, apresente as devidas marcações sinalizando isso. 

12. Não fique desatualizado

Por fim, o que não fazer em uma redação é ficar desatualizado. Imagine só apresentar um dado  muito importante, mas que já está passado e sofreu mudanças consideráveis? 

Sendo assim, é muito importante que você fique atento às notícias e informações atualizadas para não cometer essa gafe na sua redação. Além disso, usar casos recentes e dados novos mostrará para o corretor que você está antenado sobre o assunto e te ajudará a ganhar uns pontinhos na redação. 

Bom, agora ficou fácil saber o que não fazer em uma redação, não é mesmo? E, pensando na importância de estar por dentro de diversos assuntos, confira o ebook que a Imaginie preparou com filmes e documentários para aumentar o seu repertório sociocultural de forma mais descontraída. 😉

Vamos debater sobre?