Esqueleto para produção de redação - imagem de uma mesa com caderno, caneca e um prato por cima.

Como fazer um esqueleto para produção de redação?

Ana Massêo Dicas de Redação 0 Comments

Se você está se preparando para o Enem ou algum outro vestibular ou processo seletivo, muito provavelmente será avaliado através de uma produção textual, certo? Por isso, estruturar um esqueleto para produção de redação pode te ajudar, e muito, a melhorar a sua nota nessa avaliação. 

Se pensarmos no Enem, por exemplo, você será cobrado de acordo com 5 competências que avaliarão seus argumentos, estruturação, domínio da norma culta, conhecimentos socioculturais, elaboração de propostas de intervenção, etc.

Ou seja, quanto mais você conseguir se organizar para cumprir todos esses critérios, mais chances terá de não perder pontos por bobeira. Muito bom, né? Afinal de contas, já é comprovado que garantir uma nota boa na redação do Enem te ajuda a melhorar a sua média final no Exame.

Gif de um homem feliz e surpreso, colocando as mãos no rosto.

Então, chega de perder tempo! A seguir, entenda o que é um esqueleto para produção de redação, sua importância e formas de estruturá-lo. 

O que é esqueleto para produção de redação?

O esqueleto para produção de redação nada mais é do que a organização do seu texto em ideias — ou seja, a definição dos tópicos que serão abordados — antes mesmo de começar a escrevê-lo.

Você pode realizá-lo de diferentes formas: lista, esquema ou definição de frases que resumem as ideias que serão escritas, por exemplo.

Vamos pensar, por exemplo, no Enem. Nessa prova, o gênero textual cobrado é o dissertativo-argumentativo. Logo, o esperado é que a sua redação seja dividida em introdução, desenvolvimento e conclusão.

Sendo assim, você deverá introduzir o tema da redação, apresentar a sua tese, defendê-la com argumentos pertinentes e apresentar propostas de intervenção que possam ser colocadas em prática, de fato.    

Então, com tanta coisa para fazer em um único texto, é preciso se organizar antes para não se perder enquanto escreve. 

Imagine só começar a escrever e, lá no meio da produção, lembrar de um argumento ótimo, mas que não cabe mais no texto. Seria bem frustrante, certo?

Ou então, já pensou se os seus argumentos começam a se contradizer e você só percebe isso depois que revisar o seu texto? Com o tempo apertado do Enem, é muito importante evitar reescritas, além da falta de espaço para escrever demais.

Além de evitar que situações desse tipo aconteçam, o esqueleto para produção de redação irá te ajudar a otimizar o seu tempo e a conectar melhor as ideias do texto. Isso porque, sabendo os tópicos abordados, você terá uma ideia do todo antes mesmo de iniciar a escrita. Assim, fica muito mais fácil produzir uma redação coesa!

Qual a importância do esqueleto para produção de redação?    

Quando você lê o tema da redação, várias ideias começam a surgir na sua cabeça, não é mesmo? Então, para conseguir selecionar as melhores e conectá-las de forma coerente, é muito importante que você estruture um esqueleto para produção de redação.

Através dele você conseguirá organizar as suas ideias de forma que facilite a escrita do seu texto, garantindo que você não perca pontos por falta de lógica entre os seus argumentos ou pela má estruturação deles. 😉   

Quer ver mais alguns benefícios do esqueleto para produção de texto?

  • otimização do tempo;
  • auxílio na estética textual, já que você terá um planejamento da redação antes de começar a produzi-la;
  •  diminuição das ocorrências de rasura e muito mais!


Como fazer um esqueleto para produção de redação?

Bom, para fazer um esqueleto para produção de redação é necessário ter em mente os 3 passos que veremos a seguir:

1. Esquematizar a tese

Quando falamos em esquematizar a tese, queremos dizer que você deverá ler o tema da redação e decidir qual é o seu posicionamento em relação a ele

Ou seja, se pegarmos como exemplo o tema “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”, você pode esboçar teses como: “é imprescindível um maior controle do manuseio dos dados das pessoas na internet” ou “o controle de dados dos usuários na internet deve ser mais discutido”. 

Apesar de ainda ser um rascunho, é muito importante que você esquematize a tese no seu esqueleto para produção de redação porque é a partir dela que você selecionará os melhores argumentos que utilizará para defendê-la e convencer o leitor sobre o seu posicionamento. 

2. Enumerar os principais pontos do assunto

Agora que você já sabe o assunto que o seu texto abordará, é hora de colocar a cabeça para funcionar e pensar em tudo o que você sabe sobre esse tema, até mesmo aquelas ideias que talvez você nem usará. 

Gif de um menino com uma animação de explosão saindo de sua cabeça.

E quer uma dica para facilitar essa enumeração no esqueleto para produção de redação? Crie listas ou fluxogramas que já relacionem suas ideias com a estruturação do texto em introdução, desenvolvimento e conclusão. 

Ou seja, se as suas ideias estão mais ligadas à contextualização do assunto, tente agrupá-las na introdução; se estão mais voltadas para a defesa da tese com apresentação de dados e exemplos, foque no desenvolvimento; e, se estiverem mais conectadas à proposta de intervenção, então coloque na conclusão. 

Dessa forma, quando você acabar de fazer esse rascunho de ideias, vai ficar muito mais fácil selecionar aquelas mais pertinentes para o assunto e que melhor se conectam, dando coerência para o seu texto. 

3. Esboçar uma conclusão coerente com o desenvolvimento

Por fim, mas não menos importante, a conclusão é aquele parágrafo que merece uma dedicação especial no esqueleto para produção de redação. 

Talvez você esteja se perguntando: mas por quê?

Se tratando do Enem, normalmente é na conclusão que as suas propostas de intervenção serão detalhadas. E olha que a competência V dos critérios de avaliação é toda dedicada a isso! 

Inclusive, se você não conhece, vale a penas conferir o que são os GOMIFES. Ou seja, os agentes responsáveis por colocar a sua proposta de intervenção na prática.   

Fora isso, a conclusão é muito importante porque é nela que você fecha o seu texto e conecta todas as ideias apresentadas ao longo dele. É nesse parágrafo que o corretor terá a sua última impressão sobre a sua redação, podendo melhorar a sua pontuação se essa impressão superar as expectativas.

Então, esboce uma conclusão coerente com as ideias que você selecionou para defender a sua tese. Além disso, pense bem nas medidas, agentes e soluções que você pode propor e capriche na frase que fechará o seu texto. 

E calma que agora vem a dica principal! Para esse esqueleto para produção de redação ser realmente eficiente, é necessário que você pratique com frequência a sua redação e controle bem o seu tempo, que é muito curto durante o dia do Exame. Por isso, cadastre-se na nossa plataforma para ter acesso a mais de 200 temas de redação e perceber, na prática, como esse esqueleto poderá te ajudar!

Banner para cadastro na plataforma da Imaginie, direcionando para o link: https://app.imaginie.com/pt-br/accounts/register/?utm_source=blog&utm_medium=post-redacao&utm_campaign=cadastro-na-plataforma&utm_content=banner

Vamos debater sobre?

Deixe uma resposta

Rua Bernardo Guimarães, 2129 - Lourdes, Belo Horizonte - MG, 30140-087. Telefone: (31) 3517-1717

Copyright © 2015 Imaginie | Made in #SanPedroValley and Utah.